31 de dez de 2007

Mensagem de começo/fim de ano para todos vocês


yé, apesar de gaúcho, não dá pra discordar desse tal de allan sieber.
feliz ano novo, muita sabedoria, felicidade, bebidas alcoólicas e carros financiados em 72 vezes neste ano que se inicia.

Abraço, meus queridos!

REVÉILLON ANDROCEU 2008

2007 chega ao fim, termina mais um ano de grandes conquistas e realizações para o Androceu. para não deixar passar em branco, a Androceu Eventos vem convidar a todos para a nossa festa de final de ano. A comitiva se encontrará chez moi, entre à meia noite e a uma da manhã, de onde partirá rumo ao Caribe, sito á rua Dona Antônia de Queirós, 112. Lá, será servido um churrasco acompanhado de cerveja Skol de garrafa gelada á vontade. A todos e todas que se interessarem, fica o convite. Feliz 2008.

Em atitude suspeita

No último horário, o plantão não tem fim. Entra as cinco da tarde e a meia-noite, a impressão que dá é que tem umas mil horas. Citando Ítalo, você espera miliduca e a meia-noite não chega. Some-se a isso o "Sem Jeito" coçando o saco na FM sem fazer nada que preste (e você carregando ele nas costas) e o Giro de Estradas - Projeto Verão Bandeirantes, e você terá aquilo que os antigos chamavam de saco cheio. Pelo menos eu recebo hora-extra.

Bom, mas vamos ao que interessa. Saí da Band por volta da meia-noite, temperatura agradável e sem previsão de chuva. Um Corsa Sedan Classic preto, muito limpo, com rodas originais e todo o jeito de ser novo estava parado no meio da rua, com um sujeito novo e bem-vestido no volante. O cara pôs a cabeça pra fora e me perguntou se eu era ator da Band. Falei que não e fui em passo acelerado para a rua de cima, onde sempre deixo meu Escort. A rua estava deserta, meio escura como sempre e só meu carro estava lá. Entrei e liguei o motor e já ia acelerar quando um carro com dois faróis de Corsa entrou na rua. Achei prudente esperar o cara passar e de repente ele emparelhou comigo.

Ele estava com o vidro do carona aberto, eu baixei o meu. O mesmo Sedan Classic, o motorista de regata preta e o passageiro de camiseta branca e cabelo espetado com gel. O motorista olha pra mim e pergunta onde é a Band, e de repente começa a rir e fala, ô véio, e aí? Achei aquilo meio estranho, "os dois indivíduos estavam em atitude suspeita" e possivelmente "iam efetuar a abordagem" ou talvez tivessem "uma fita pronta pra fazer". Falei que a Band era lá do lado, onde eles estavam e o carona e o da regata riram, e o da regata falou que eles tavam perdidos e perguntou como fazia pra ir na Band e ver o programa do Otávio Mesquita. Falei que não tinha a menor idéia e que não tinha mais nada rolando lá, só tava o pessoal do plantão. O carona, da camiseta branca, começou a dar uma risada meio imbecil e eu fui ficando meio nervoso. Fodeu, pensei, vão me seqüestrar, roubar todo o meu dinheiro (logo agora que eu tava conseguindo economizar um pouquinho todo mês), me levar prum matagal e me currar. Só me fodo nessa merda. O motorista me perguntou como fazia pra entrar lá e se eu podia dizer o nome de alguém pra eles conseguirem conhecer a Band. Aquela situação não estava nem um pouco agradável. Depois de quase oito horas na redação, de agüentar o incapaz da Band News e fazer ligação pro DER, aqueles dois ficavam me alugando. Falei pra eles irem na portaria e pedir pra entrar e o imbecil disse que eles estavam perdidos. Perguntei de onde eles eram, o cara me responde que é de Campinas. Puta merda, além de tudo o cara é veado, pensei mas não falei.

Doido pra acabar com aquilo (e completamente cagado de medo) falei que a Band era do lado, era só virar à direita e à direita. O motorista dá risada, o carona pergunta se eu não posso ir na frente e mostrar pra eles o caminho. Falei que tudo bem. Saí bem devagar e fui mais devagar ainda. Depois de dobrar a primeira à direita, acelerei bastante, freei com força e encostei na esquina. O Corsa estava rápido, não ia conseguir frear à tempo, só me ultrapassou e virou à direita. Apaguei os faróis, entrei a esquerda e fui acelerando por dentro do Morumbi, já no Jardim Guedala, o mais rápido que eu podia. Peguei uma rua que eu subo para chegar até a Band, uma rua de mão única, desci ela na contramão e cheguei na Francisco Morato. Lembrei de acender o farol, não desgrudei mais o olho do retrovisor até chegar em casa. Liguei pra portaria lá da Band e "dei a fita" pro pessoal da segurança, vai saber. A última coisa que eu quero pra 2008 é participar do "Brasil Urgente".

27 de dez de 2007

2007: Um ano para (quase) se esquecer.

Final de ano é tempo de presentes. Tempo de férias, de folga e lazer. Hora de pensar nos novos e velhos amores. Momento de passar tardes e tardes com as pessoas que você gosta conversando sobre as agradáveis futilidades da vida em vez das banalidades acadêmicas que pautam as discussões do resto do ano. E também é hora de “fechar para balanço” e pensar no ano que termina e começa outra vez...
A idéia desse texto surgiu depois de uma formatura. Um dos leitores irá me acusar de saudosismo, outro irá dizer que eu desisti de sonhar e o terceiro leitor irá procurar uma latinha de cerveja antes de continuar a ler.
Foram tantos fatos. O maior acidente aéreo da história do Brasil deixou mais de duzentos corpos estendidos no chão. Marta Suplicy mandou o povo brasileiro relaxar e gozar. Tropa de Elite é o filme do ano e Capitão Nascimento se tornou ídolo da nação do eterno futuro. Pizzas e pizzas no Congresso e a população continuou a morrer de fome nos sertões tupinanquins.
O ano sem Schumacher, o ano de Hamilton, de Raikkonen, do surgimento de Vettel, da contratação de Nelsinho e mais pizzas na F-1. O Pan veio e foi e o carioca sentiu falta da segurança que teve por um mês “para americano ver”. Medalhas e mais medalhas pesaram nos pescoços canarinhos para a Glória do Esporte e dopings e mais dopings para desonraram o mesmo Esporte.
O São Paulo ganhou mais um Brasileiro. O Santos, até tentou, mas caiu na semifinal da gloriosa e ingrata Libertadores. O Palmeiras amargou mais um ano na fila e para o desespero da metade da nação e alegria da outra metade, o Corinthians foi rebaixado no Brasileiro.
Mas fatos como estes podem ser encontrados em qualquer retrospectiva barata. Sobra apenas fazer uma retrospectiva do pequeno universo puquiano que este blog faz parte.
Fazer toda a retrospectiva seria chato e cansativo. Mas pensando sobre o que escrever que a ficha caiu. 2 anos já se foram. Faltam apenas 4 semestres para a formatura (5 ou 6 para alguns). Parece que foi ontem que “escalei” pela primeira vez a João Ramalho e descobri que a Comfil não era bem o prédio grande e sim o “Singapura” da PUC. O trote, os primeiros amigos, as tardes nos bares e os primórdios do Androceu, que viria a ganhar corpo mais tarde. Faro e seus mil comentários e textos. Rachel e suas delegacias de polícia, os gritos de “Fora Maura” e os funks da greve. E para fechar o semestre como chave de ouro veio o que se tornaria um marco na vida da nata do curso: O JUCA.
O Brasil não ganhou a Copa. Mas os almoços e churrascos organizados como desculpa para ver o jogo valeram (e muito) a pena. E o tempo vai passando. E como não esquecer do imortal trabalho sobre Futurismo?
Quanto tempo se passou. E isso apenas em seis meses. E parece que foi ontem tudo isso.
O tempo foi passando. Amores feitos e desfeitos. A turma de bar foi sumindo aos poucos. Guerras de e-mails travadas, algo adventício ontem, hoje e amanhã. Trabalhos, trabalhos, provas, provas e quando tudo isso não parecia ter fim demos conta que as férias, algo que parecia tão longe e irreal, se tornaram reais. Dois meses depois era o começo de um novo ano. 2006 até que havia sido um bom ano. A dúvida era o que o Destino, esse senhor que adora pregar peças, iria aprontar em 2007.
São frases soltas (e talvez sem sentido), eu sei, mas é a melhor maneira que eu encontrei para resumir o ano puquiano de 2007.
Encontros e desencontros. Traição, perdão e remorso. JUCA veio e foi. Positivo para alguns, ressaca e reprovação para outros e uma semana de hospital para os perdidos. Teatros, festas, bares e Caribes. Ataques contra o patrimônio intelectual e pessoal. Justiça feita em alguns casos e a espera em outros. A troca da vadiagem pelo estágio. Novos rostos, amigos e paixões.
De resto sobram as coisas pessoais. Coração partido com razão e sem razão. Lágrimas de alegria e tristeza. Vitórias na pura Raça Puc e derrotas que deixaram marcas infindáveis. Mas tudo isso são ninharias perto do que outros sofreram calados durante todo o ano.
Somando umas coisas com as outras, qualquer leitor desatento achará que o saldo anual acabou sendo negativo. E pensará certo se nada mudar, mas a lavoura ainda pode ser salva nessas últimas horas e as atitudes tomadas aos 48 do segundo tempo ainda podem render bons frutos e salvar a plantação.

E o ano termina. E começa outra vez.

Que 2008 seja melhor que 2007 e pior que 2009.

Amém.

23 de dez de 2007

Feliz Natal



E uma bênção:

"Que o caminho seja brando a teus pés,
O vento sopre leve em teus ombros.
Que o sol brilhe cálido sobre tua face,
As chuvas caiam serenas em teus campos.
E até que eu de novo te veja,
que os Deuses te guardem nas palmas de Suas mãos."


(Bênção Irlandesa de Ano Novo)

21 de dez de 2007

A notícia mais inesperada do ano

Quinta-feira. 11 da manhã. Um telefonema estranho. E uma notícia inacreditável.



- É verdade isso????
- Sim. Foi ontem de noite.
- Mas como que foi???
- Não sabemos ainda. Ele apenas se foi.



E.B., 20 anos.
Saudades dos amigos e família.

Max Centenário

No mês de Dezembro, a Era Moderna do Androceu chegou a uma marca histórica. Max Fischer, atingiu a marca centenária nos comentários com seu texto Pizza a la Pierro. Em contrapartida, Bruno de Pierro continua como o maior artilheiro do Blog, com 28 textos, além de ser o maior candidato a atingir pela próxima vez a marca centenária, contendo 81 comentários até o momento, contra 105 do israelense Max.

Logo atrás, com apenas 14 textos, vem Carlitos, com 71 comentários, na luta pela marca centenária de repercussão do Blog, tendo ultrapassado o incansável Mário Bucci, que com 20 textos (terceiro maior artilheiro da história do Blog), tem 66 comentários. Alan Mariasch vem logo atrás com 60 comentários em 11 textos, uma média incrível de quase 6 comentários por texto. João, mantêm a média de quase 4 comentários por texto, com 40 comentários em 11 textos. Depois, vêm os que estão muito longe da contagem centenária.

Gustavo tem 2 textos apenas e 6 comentários. Sua assessoria de imprensa revela que ele quer o bicampeonato no Troféu Ombudsman Carlitos de menos participações. Dado em vista que Thom, com apenas 4 comentários em 1 texto, entrou na disputa tardiamente, Gustavo já está bem próximo da marca.

16 de dez de 2007

Musa da Semana - "Você já se esqueceu dela?"


BRUNA TAVARES - EX-BBB
Bruna Maria Tavares nasceu em Taió, interior de Santa Catarina, em 25 de maio de 1984.
A loira, de olhos verdes e face expressiva, costuma traçar seus objetivos e persegui-los até o fim. Aos quinze anos, após participar de vários desfiles e concursos locais e regionais, Bruna teve a oportunidade de morar por seis meses em São Paulo, a fim de trabalhar como modelo. Fez alguns trabalhos por lá, mas não conseguiu manter-se, tendo que retornar a sua terra natal para tristeza dos paulistas. Retomou os estudos, sempre aguardando e perseguindo outra oportunidade de modelar, seu maior sonho. Morou em Florianópolis por dois anos onde fez alguns trabalhos e em setembro de 2006, após três tentativas consecutivas, Bruna foi chamada para o Big Brother Brasil 7, onde ganhou fama em todo Brasil ao garantir o terceiro lugar.
E PARA SEMANA QUE VEM UMA PEQUENA ENQUETE NO POST: QUEM DEVERÁ SER A MAMÃE NOEL DO BLOG ANDROCEU PARA ESSE NATAL? DEIXE SUA OPINIÃO AKI EMBAIXO.

15 de dez de 2007

Escrever bêbado é arranjar problema à toa

Eis que, lá pelas cinco e tanta da tarde, entre uma cerveja e outra, entre um bolinho de carne e outro, entre um copo de chá verde e outro, recebo um sedoso email. Dizia a respeito de um fulano de tal que era comentado por outro siclano de tal. O destinatário declamava poeticamente sobre uma "verdadeira aula" de uma merda qualquer.
Em suma, caros amigos androcêuticos, era um texto do Sr. Merda falando mal do texto do Sr. Bosta, coisa que eu prefiro manter distância e deixar minha saúde o.k., só cerveja e cigarro já bastam.
Punhetas intelectuais a parte, essa discussão entre o texto do Sr. Merda e o texto do Sr. Bosta não me incomoda. Incomoda o fato de que o Sr. Merda ser mucho más vangloriado que el señor Pau Pequeno, porque o sr. Merda dá aula melhor, que o sr. Merda é mais legal, que o sr. Merda é mais bonito. Cazzo, o señor Pau Pequeno, apesar de suas ridículas proporções, tinha ao menos um pingo de culhão, coisa que o tal senhor merda terá que comer muito arroz com feijão pra ter. E, convenhamos, o señor pau pequeno ao menos sabia se vestir como GENTE.

de qualquer modo, dizem por aí que talvez um cara vá morrer de fome.

cara, não esquenta a cabeça: se der, te mando uns bolinho de carne.

12 de dez de 2007

Por Detrás das Escutas Inimigas


O rádio-escuta não é um repórter, ele é um especialista em checagem! Se alguma coisa aconteceu, ele descobre; se não estiver certo, ele confirma! Se tiver sorte, vai morrer aos 22 anos em cima do teclado e isso é o mais perto que vai chegar de ser um jornalista! Eu não sei por que alguém ia querer ser rádio-escuta! Agora apresente-se nesse computador, 971!

Dois Dias

Eu estava desligando o computador para ir embora quando um telefone tocou no fundo da redação e eu puxei da minha mesa. Atendi e Zé Américo pediu para falar comigo. Ele pareceu meio tenso e eu perguntei o que era:
- O vô morreu...acabou de morrer. A Nicinha que avisou.
Senti uma fraqueza e sentei na minha cadeira, sem conseguir falar nada. Vovô, morto. Meu Deus. Eu tinha ficado de ir pra fazenda no feriado. Tinha mais de 3 meses que a gente não se via.
- Foi de repente, hoje de tardinha. O doutor Armando acha que foi um derrame. Não sei, eu e o pai vamos pra lá de manhã, você vem com a gente?
Dali a dois dias eu ia pra fazenda ver o vovô. O doutor Armando acha que foi um derrame. O vô morreu.
- Vou hoje mesmo, Zé. Saindo daqui, o tempo de passar lá em casa e eu vou. A Nicinha tá sozinha lá?
- Não, o doutor Armando e o pessoal vão ficar lá hoje. Olha, você tem certeza que não quer ir com a gente amanhã? Você tá aí enfurnado direto sem dormir.
- Não dá, Zé. Preciso ir hoje.
- Tá bom, vai hoje então...mas descansa um pouco, Candinho. Por favor, descansa um pouco e depois vai.
- Descanso sim, não precisa se preocupar.
Nem vi aonde eu fui direito. Desliguei o telefone e saí. Andei, andei, andei até lembrar que meu carro estava na outra garagem. Voltei e fiquei zanzando até encontrar. Sentei e fiquei parado um tempão. O vigia perguntou se estava tudo bem, eu falei que sim, só precisava lembrar de umas providências.
O vô morreu. E dali a dois dias a gente ia estar junto na fazenda. O Zé Américo e o pai tinham me chamado no último fim de semana e eu fiquei lá feito barata tonta, de plantão. Nicinha naquela casa sozinha, coitada. E de repente, de tardinha, o vô teve um derrame.
Procurei uma mala e comecei a colocar tudo que eu achei que fosse precisar. Estava procurando meu canivete quando lembrei que não ia mais pescar. Não depois que o vô tinha morrido. Peguei meu terno também, e quando fui pegar a minha gravata vermelha, com o nó já feito, não consegui mais parar de chorar. Vovô fez aquele nó no Natal, já tinha uns anos.
- Que feio, Candinho. Desse tamanhão e ainda não consegue amarrar a gravata...o que eles te falam lá no jornal?
- Ninguém mais usa gravata lá não, vô. Iam estranhar é se eu usasse.
E vovô, achando aquilo muito divertido, me respondeu:
- Pois fique sabendo o senhor que nos meus tempos de estudante, estudante, veja lá, não se assistia à aula sem gravata, seu Candinho.
Não desfiz o nó depois daquele Natal. Acho que nem cheguei a usar gravata depois daquela noite. O nó ainda estava firme. Um nó italiano, o único que o vô sabia fazer. Nicinha estava junto com a gente naquela noite, morrendo de rir da nossa conversa. Ia precisar ligar pro meu chefe. Avisar que ia sumir, ou não, sumir e ser demitido de uma vez daquela porcaria de emprego.
Ainda não tinha jantado, estava morto de fome. O Daniel foi legal. Quando avisei que ia precisar viajar antes ele nem perguntou nada. Falou que eu podia ficar fora o quanto precisasse, só pra ligar avisando quando voltava, se eu pudesse. Falei que ligava pra me livrar daquilo rápido, peguei minha mala abarrotada e fui embora. E acho que deixei as luzes todas acesas. Mas agora eu só pensava em chegar depressa, com luz acesa e com fome, que seja, mas tinha que chegar logo.
Acabei parando a 200 quilômetros da fazenda. A gasolina estava no fim, não tinha lembrado de abastecer antes. Encostei em um BR, enchi o tanque e entrei no bar pra ver se tinha alguma coisa para enganar a fome. O vô morreu. Quando eu era menor e ia com o pai, o Zé Américo, o vô, os outros tios e os primos todos pescar, a gente parava em um posto que ficava perto da fazenda pra comprar gelo pro isopor. O vô sempre comprava picolé, que ele falava que era pros meninos, mas que quem gostava mesmo era ele. E a Nicinha ficava emburrada porque não podia ir com a gente. E agora o vô morreu, de repente, de tardinha.
O doutor Armando acha que foi um derrame. Noite fechada já, o caminho é depois de passar a cidade, antes de uma árvore grande que eu nunca soube qual era. O vô falava que era um jatobá, e eu sempre acreditei, mas um dia alguém falou que era uma outra qualquer, mas nem lembro mais quem foi que falou nem qual árvore que era. Foi bom que não tenha chovido esses dias, que aí eu ia ter que desatolar o carro sozinho.
A porteira ficou aberta, o Damião não deve estar aqui hoje. Bem capaz de ter ido até a cidade, levar o vô pra funerária. A casa inteira aberta, as luzes acesas, só a varanda do lado escura. Muito carro estacionado perto, todo mundo veio hoje. Estaciono junto da caminhonete e desço, pertinho da varanda do lado. Não quero encontrar ninguém ainda. Não agora. Daqui a dois dias eu ia ter parado o carro e entrado pela varanda da frente. Mas de repente, de tardinha, o vô morreu.

2008 já começou. Pelo menos na F-1.

E a novela acabou com o final previsível: Alonso volta para a Renault e Nelsinho foi confirmando como segundo piloto da escuderia francesa. Faltam poucas vagas na temporada 2008. A grande duvida reside agora em quem será o companheiro de Lewis Hamilton na McLaren, mas questões menores como a provável aposentadoria de Ralf Schumacher e quem serão os dois pilotos da Force Índia.
Briatore referiu-se a Alonso como alguém que “já mostrou suas habilidades como piloto e como líder”. Nelsinho, para ele, é um dos “jovens talentos mais promissores do automobilismo”.

Papéis bem definidos, portanto. Como era de se esperar. Mesmo com Piquet pai afirmando que Nelsinho nunca será escudeiro de ninguém. Será que a rivalidade Piquet-Mansell poderá ser revivida na próxima temporada? Só o tempo dirá, mas que seria muito engraçado Celsinho deixando Alonso maluco seria.

O ano será difícil para os dois. Para Alonso, porque caberá a ele recolocar a Renault onde a havia deixado, no fim de 2006, ou seja, no topo do mundo. E não será fácil, porque o carro deste ano era bem ruinzinho. Será uma prova de fogo para o príncipe das Astúrias.

Por sinal, alguém aí sabe a duração exata do contrato do Alonso?

Para a agência alemã DPA, que cita uma “fonte na equipe”, e para o espanhol “Marca”, dois anos.
Na Inglaterra, “Times” e “Independent” cravam três anos, mas o “Daily Mail” fala numa cláusula que pode devolver o piloto ao mercado já em 2009 (quando vence o contrato do Kimi na Ferrari).

O “Mundo Desportivo”, da Espanha, escreve que o acordo é de um ano e por fim, O “As” concorda, mas cita cláusulas de renovação automática de ambos os lados, dependendo do desempenho em 2008.

E Para Nelsinho também, porque ele terá que controlar o ímpeto na maioria das oportunidades oportunidades. Desde a chegada de Emerson na Lotus, lá pros idos de 1970, que um brasileiro nãp estreava em uma equipe de ponta. Senna, por exemplo, começou na Toleman-Hart e Massa, que larga como um dos favoritos ao titúlo na minha opinião, iniciou-se na Sauber.

E infelizmente a vaga de piloto de teste não será do brasileiro Lucas Di Grassi e sim do suiço Romain Grosjean. Mas Di Grassi ainda sonha em correr na mais nobre categoria do automobilismo.

Mas as novidades não param por aqui. Em 2008 teremos o primeiro GP noturno da história. O estreante circuito de rua de Cingapura, que será disputado no dia 28 de setembro, será iniciado ás 20:00 (equivalente ás 9 da manhã no Brasil).

No blog do Fábio Seixas tem um post bem interresante sobre isso: Leia
aqui

Com tudo isso, a temporada 2008 deverá ser marcante. E quem sabe o Massa não vence novamente no Brasil?

9 de dez de 2007

O que li no jornal, hoje, e que levarei para o resto da minha vida:

.
.
.
.
.
.
.
.

Gêmeos: "Foco total nas suas relações estáveis, nas pessoas que você consulta, naquilo que tem (ou que deseja) dividir com elas, por causa da lunação em Sagitário. Por ser seu signo oposto, ele é o que lhe traz mais percepção e consciência. Os enfrentamentos e diferenças se tornarão mais claras e o seu entendimento também". (Folha de S. Paulo)




Sim, no horóscopo podemos confiar. Pois mesmo que erre, sabemos que é apenas o horóscopo.

5 de dez de 2007

Carícias

_ela está com a cabeça cheia de coisas.

...

-Por isso não tem tempo pra nada.

...

_Não liga, não dá satisfação...

...

_Nunca está em casa, nunca me atende!

...

_Acho que até nem pensa mais em mim!

(Pensa sim, cara)

_Não, não pensa.

...

_Provavelmente já tem outro...E eu aqui, sem vida, só por causa dela!

(Não, não é bem assim...Veja bem...)

_Veja bem o que?

(Nada, nada...Você é um babaca mesmo.)

Pizza a la Pierro

- Mussarela?

- Abobrinha!

Silêncio. E risos na mesa do lado.

Trabalho Voluntário.

Volta Androcêutica com um bom exemplo de trabalho voluntário realizado no Chile:


Prostituta chilena vende o corpo por 27 horas para ajudar criancinhas

Uma prostituta chilena de luxo resolveu doar o lucro de 27 horas de seus serviços (!) para um evento beneficente a favor das crianças carentes.

María Carolina, que diz cobrar US$ 300 (cerca de R$ 540) por 90 minutos (!!) de serviços, disse que um de seus clientes habituais já comprou suas "horas de amor" (!!!) para ajudar as criancinhas.

A presidente do sindicato das prostitutas, Marcia Poblete, apoiou a iniciativa, mas disse que muitas outras sindicalizadas já colaboram com a campanha, mas anonimamente.

FONTE: EFE



Resta a pergunta: Será que a Débora ajuda criancinhas?








O verdadeiro fundo do poço

Depois do tsunami nuclear e a queda para a segundona, muitos torcedores do Corinthians acham que chegaram no fim de tudo e que nada mais pode piorar. Pois estão muito enganados....

Em 1998, o "FRUMINENSE", considerado por alguns um time grande, caiu para a Terceira Divisão (sendo que no ano anterior tinha caído pra segunda). Após um pouco de investimento e algumas viradas de mesa, o clube retornou à elite do nacional.

Mas o Fluminenese será sempre lembrado por esse ridículo rebaixamento. O vídeo abaixo conta tudo.


3 de dez de 2007

Éramos felizes e sabíamos disso.




Sabe, fim de ano é uma droga. Já em outubro, você começa e se estressar (bem, eu comecei a me estressar assim que o médico me tirou de dentro da minha mãe, mas aí digo que é um estresse típico da minha personalidade) e vai indo assim durante todos os dias até o natal. Aí no natal, todo mundo deve desestressar-se; é lei. É feio, né?, ficar bravo no natal. É até um pecado, dizem. Tá. Mas ainda bem que entre o natal e o ano novo, você tem uns cinco dias pra ficar puto novamente, com aquela velha e boa cara de bosta, ranzinza e totalmente tolerância zero com tudo e todos. Aí é ano novo. Você tem que ficar "de boa"; felizão, de branco, champanhe na mão, “feliz ano novo” pra lá, “adeus ano velho" pra cá...
Uma vez, num ano novo aí, que agora já está tão velho que nem me lembro qual foi, resolvi me trancar no meu quarto. Ah, simplesmente porque vi que não fazia sentido aquele “auê” todo. Meus primos correndo pra todo lado, minhas avós relembrando que na época delas era tudo melhor, tudo era melhor! Meus tios contando piadas e causos...As comidas nada a ver (pra quem não come carne, é nessas horas que você vê que comida só serve mesmo pra TE alimentar). Então, peguei e me tranquei no quarto; ninguém percebeu. Liguei o computador e escrevi qualquer coisa; abri a janela e desejei estar em outro lugar. Mas só entrou vento.

Nunca estamos em outro lugar quando queremos realmente não estar onde se está.

Tudo bem...na época ainda andava de skate direto. Pelo MSN, falei com uns amigos que também haviam se trancado no quarto, para fugir de seus demônios particulares. Marcamos de descermos (todos moram ou no mesmo prédio, ou no prédio vizinho). Reunidos, começamos a fazer a bagunça; agora sim eu estava feliz! Porque, finalmente, estava fazendo algo verdadeiro, e não seguindo aquele velho script de fim de ano, que parece que recebemos com uma certa antecedência. Sim, porque chega no dia do natal, ou do ano novo, você já sabe o que vai acontecer! É um absurdo! Me responda: você já se surpreendeu com o quê nessas datas? Ah, ganhou um presentinho? Ora, abra lá na página 21: lá diz que à meia-noite você receberá presentes e, possivelmente, algum deles será cuecas.

Lembro que naquele dia, 31 de dezembro de não sei o que, andei tanto de skate com meus amigos, até na madrugada do dia 1 de janeiro de também não sei o que, que até nos esquecemos de desejarmo-nos “feliz ano novo”.

Ora, pra que desejar a felicidade, quando se já a tem, nem que por pouco tempo.

No ano novo, o que vejo são pessoas desesperadas por felicidade. Mas elas não sabem que ela, a felicidade, mesmo momentânea, não precisa de script e nem de roupas brancas para existir. Apenas de sinceridade.

Olimpiadas Androcêuticas da Era Moderna



Olá espectadores das Olimpíadas Androcêuticas da Era Moderna. O mês de novembro revelou novas emoções na competição e um dos grandes favoritos ao título no ano que vem enfim conquistou uma medalha de ouro. Max “O Sofredor”, conseguiu enfim manter a vantagem conquistada já na metade do mês e não teve surpresas como no mês passado, no qual Bruno “O Filósofo”, ultrapassou seu principal rival na reta final.

Logo no começo das disputas, Max começou o mês a todo o vapor e parecia que mesmo assim teria trabalho, uma vez que Mario “O Cafetão”, também deu mostras de empenho, chegando a liderar a competição nos primeiros quilômetros da maratona. Já o bi-campeão Bruno, pareceu se poupar e não chegou em nenhum momento a ameaçar a disputa pelos primeiros lugares.

Em um sprint arriscado, logo no começo do mês, Mario abriu boa vantagem, mas Alan “O Paranã”, em apenas um momento da prova já ultrapassou tanto Max, quanto Mario. Durante o mês, Max se recuperou de maneira incrível, não perdendo jamais o ritmo. Entretanto a grande surpresa do mês ficou para a medalha de prata. Na metade da prova, Carlitos “O Raçudo”, não tinha ainda sequer ameaçado a disputa pelo sexto lugar, quando em sprints arrasadores conseguiu ultrapassar até mesmo os fortes candidados que estavam a sua frente, chegando ao pódio nos últimos quilômetros. Confira o resultado final de Novembro:

1. Max Fischer (44 comentários, 7 posts)
2. Carlos Massarico (30 comentários, 5 posts)
3. Alan Mariasch (24 comentários, 3 posts)
4. Mario Bucci (24 comentários, 4 posts)
5. Bruno de Pierro (20 comentários, 7 posts)
6. João Caldeira (12 comentários, 3 posts)
7. Gustavo Silva (2 comentários, 1 post)

Detalhe para novamente o fato de Mario “O Cafetão”, bater na trave e ficar por muito pouco na zona dos que não pontuaram, no uso do critério de desempate contra Alan “O Paranã”. Gustavo não terminou o mês sem participar, mas não pode evitar novamente o sétimo lugar com seu post único. Agora é esperar as emoções de dezembro, o primeiro mês de férias dos participantes. Confira o quadro geral de medalhas:

1. Bruno de Pierro (2 de ouro)
2. Max Fischer (1 de ouro, 1 de prata, 1 de bronze)
3. Carlos Massarico (1 de prata, 1 de bronze)
4. João Caldeira (1 de prata)
5. Alan Mariasch (1 de bronze)

Quem levará a medalha de ouro em dezembro?

2 de dez de 2007

Do céu ao inferno em apenas um post




Parabéns ao São Paulo, campeão brasileiro de 2007! O primeiro pentacampeão do Brasil! Destaques: a incrível defesa, disparada a melhor da competição. Comandada por Rogério Ceni, contou com o seguro Miranda, o espetacular Alex Silva e a incrível revelação Breno. O meio-campo foi bastante coeso e os volantes Richarlysson e Hernanes substituíram os saudosos Mineiro e Josué. A raça de Leandro, a habilidade de Dagoberto a experiência de Aloísio completaram o sensacional elenco, comandado pelo melhor técnico do país na atualidade, Muricy Ramalho.

Enquanto isso, no extremo leste da capital paulista.....

Um tsunami nuclear sem precedentes atingiu a região. Não há relatos de sobreviventes.

29 de nov de 2007

Negociações entre Alonso e Renault esfriam e espanhol pode não correr em 2008


Alonso pode ver pela TV a próxima temporada



O futuro do espanhol Fernando Alonso parece ficar a cada dia mais nebuloso. O diário espanhol "Marca" publicou na última semana que as negociações entre o bicampeão do mundo e a Renault esfriaram consideravelmente. Tudo porque ambos não se entendem o tempo de contrato do príncipe de Astúrias com a escuderia de Briatone. O dirigente afirma que é “3 anos ou nada”, e Alonso aceita no máximo 2 anos, pois estaria interessado em correr pela Ferrari em 2010.
Além disto, Fernando quer esperar o resultado da audiência da Renault junto a FIA, que investiga um novo escândalo de espionagem, desta vez envolvendo os franceses e os ingleses da McLaren. Temos então um triangulo de espionagem? A Ferrari é espionada pela McLaren que é espionada pela Renault. É isso mesmo ou o circo da formula 1 virou um filme de espionagem?
Mas se o Alonso não quiser voltar para a sua ex-casa, outras escuderias que mostravam interesse em contar com o tempestuoso atleta já não mostram mais tanto prazer em contar com o piloto.
Alonso era disputado principalmente entre Renault e Red Bull, mas com o esfriamento da negociação com a primeira e a desistência da segunda, a Honda surge como provável destino para o bicampeão. Quem dançaria seria Barrichello que iria para a Super Aguri.
Outra bomba que pode explodir nos bastidores da F-1 é a provável aposentadoria de Ron Dennis no final dessa temporada. Muitas emoções ainda estão para vir e a pré-temporada está só começando.

28 de nov de 2007

Escolha o seu

Qual desses clássicos você escolheria para sua garagem?




McLaren F1



Ferrari F40



Dodge Viper



Shelby GT500



Lamborghini Diablo



Escortinho argentino do Mario antes da colisão contra a Kombi da Floricultura, vulgo Andromóvel.


Aceito outras sugestões pessoal, mas que esses são de matar, isso são.

27 de nov de 2007

Lavando a roupa suja

Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Bom, e o trabalho, Max?
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Terminou a conclusão?
Max diz: Ah
Max diz: perai
Max diz: Por fim, na conclusão, o grupo irá analisar os julgamentos dos policiais envolvidos no caso da Favela Naval. Essa análise pretende comprovar a tese que os soldados têm a consciência que podem fazer o que quiserem e nunca serão punidos por serão julgados por seus pares e não por tribunais civis.
Max diz: Um paralelo que será utilizado é o julgamento dos policias no caso do massacre de Eldorado dos Carajás, onde a polícia também matou trabalhadores comuns e foram inocentados pela justiça.
Max diz: Dentinho tá jogando que é uma barbaridade
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Só isso?
Carlitos diz: o arce eh o melhor atacante do corinthians
jp caldeira diz: coloca aí
Max diz: o ultimo paragrafo da meto
jp caldeira diz: conclusão: Dentinho tá jogando que é uma barbaridade
Alan diz: melhor que o Eto´o
Max diz: Até eu sou melhor que o Eto'o
jp caldeira diz: Um paralelo que será utilizado é o julgamento dos policias no caso do massacre de Eldorado dos Carajás, onde a polícia também matou trabalhadores comuns e foram inocentados pela justiça. Portanto, o Dentinho joga uma barbaridade, até melhor que o Eto´o
Max diz: HAHAHAHAHA
Alan diz: hahahahahahaha
Max diz: Brilhante jonny
Alan diz: pode colocar isso
Alan diz: duvido q ela leia
Max diz: ela nunca vai ver
Max diz: e qualquer coisa a gente fala que tava fazendo por MSN mesmo
jp caldeira diz: não! não coloca esta bosta
Carlitos diz: coloquem o dentinho como um dos soldados
Carlitos diz: dai ela pensa q eh o dentinho soldado
jp caldeira diz: cabo bonfim!
Max diz: HAHAHAHAHAHA
Alan diz: mas se ela pegar isso....vários pontos negativos
Max diz: PO professora... a gente tava fazendo pelo MSN
Max diz: copiaram e colaram sem ver
Max diz: mas quem ai se lembra da conversa de MSN que saiu do Diario Oficial?
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Da Alemanha pra lá é tudo a mesma Bósnia.
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Bom, posso imprimir?
Max diz: alguem quer falar mais alguma coisa?
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Quero falar que o Alan tem o pau pequeno.
Alan diz: ABORDAR NAVIO!

Alan acabou de pedir a sua atenção.

Max diz: PULA PIRATA
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Grandes merdas, seu veado.

Max acabou de pedir a sua atenção.

jp caldeira diz: HAHAHAHAHAA
Alan diz: caga-grosso
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Fica "Ocupado" e quer chacoalhar a tela.
Alan diz: cagalhão

Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] acabou de pedir a sua atenção.

Alan diz: dorme-sujo
Alan diz: guenta-pica
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Fica online, então.
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Cu frouxo.

Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] acabou de pedir a sua atenção.

Max diz: Falo nada...
Max diz: Por sinal
Max diz: alguem sabe do boato do rondini de dezembro?
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: qual?
Max diz: parece que temos mais uma prova
Alan diz: rondelli?
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Mais uma?!
Alan diz: what the FACK!!!
Max diz: eh porra
Max diz: mais uma
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Posso imprimir?
Max diz: que parte vc não entendeu caspita
Max diz: imprimi logo
Alan diz: FACK!
Max diz: mas lava a mão que eu sei que tu tava vendo a silvia e pensando na miss pecado
jp caldeira diz: this is worse than a naithmare
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Putz, mais uma prova dele?
jp caldeira diz: this is worse than panic at the disco
Berndt "Cowboy" Rosemeyer - ["Cagalhão, cagalhão, otário e cagalhão!"] diz: Gordo bixa.
jp caldeira diz: fack you, goomba
Alan diz: hahahahahah
Max diz: O melhor é o carlitos quetinho quetinho
jp caldeira diz: fack you, max
Alan diz: FACK YOU, BEAR!
Max diz: fack you mooca
Alan diz: pegou pesado max...
Alan diz: isso não se faz
Max diz: desculpas
Alan diz: a Móoca eh sagrada
Max diz: era o calor da discussão
Max diz: E a moças de familia não são?
Alan diz: aonde vc quer chegar?
Max diz: No caribe
jp caldeira diz: acho que tá na hora de todo mundo ir pra seus aposentos.
Alan diz: boa idéia
Carlitos diz: vc disse q eu tava quetinho max?
Carlitos diz: virei com uma surpresa maligna

Mais Mengo

Um adendo do post anterior, vindo do blog do Tutty Vasques:


Parar por quê?!

O Flamengo está prestes a entrar na Justiça Desportiva pleiteando um terceiro turno para o Campeonato Brasileiro de 2007.
Por razões diversas, o Corinthians apóia a ação do clube carioca.





reprodução externa é isso aí

26 de nov de 2007

domingo legal

E não é que o Juventus foi campeão?


Juventinos e juventinas vibram na Javari. A torcida contagiou até um vendedor de yakissoba que trabalhava no local


Segundo fontes confiáveis que acompanharam o jogo na Rede Vida – o repórter em questão tava na maior uca no domingo e não conseguiu acordar a tempo – a peleja foi um sofrimento só. Mas quem pode falar com propriedade mesmo é o Portal da Mooca.

Reparem só no nome do cara que fez o gol do título. Esse sujeito tem estrela.

No mesmo domingo em que o Juventus e um outro time com menor expressão da capital levantavam taças, na cidade anteriormente conhecida como capital do Império Brasileiro (sabe lá o que isso signifique), um certo clube de regatas também dava sua voltinha olímpica.



Ninguém no boteco do seu Carvalho deu falta do troféu que o pessoal do Mengo “pegou emprestado” pra dar a “volta olímpica”. Especialistas fluminenses dizem que Carvalho não foi avisado do “empréstimo”

E aí você, que não entende picas de futebol, vem e me pergunta: mas o Flamengo é campeão do quê?

Campeão de merdas nenhuma, cazzo! Como o revival dos anos 80 felizmente não atingiu as várzeas do esporte tupiniquim, o Flamengo não ganha nada faz mais ou menos uns 15 anos. E é claro que a Taça Guanabara entra nessa conta, com o mesmo peso dos campeonatos goytacazeanos de futebol de botão na categoria Matusalém.


Todo feliz e pimpão, o técnico do Flamengo Joel Santana posa para fotos, provando que é possível enganar muita gente por muito tempo


Então, queridos leitores, não se deixem levar pelas aparências: campeão mesmo, só o Juventus. E um outro time aí, que fica lá pros lado da zona sul.



23 de nov de 2007

Musa da semana: Feist!




22 de nov de 2007

sem problemas.

Silêncio! Nem dói e nem se vê nada. Diante daquela superfície plana, laminada e perfeita.
Sentemos.
E, tentando tocar a imagem da mãe, sem causar-lhe danos irreversíveis, não impede que ela fique deformada. O choro é inevitável, assim como o sentimento de culpa. Culpa. Pois é aquilo o que aquela superfície plana, refletora de suas angústias maiores, revela a ele: a mãe destorcida; o amor carnal sufocado. Tenta-se, em vão, concertar o erro, o erro descabido! Ora, menino...Todo erro é descabido. E esse é o nosso problema: não sabemos onde colocar nossas falhas: tentamos, novamente em vão, escondê-las em algum lugar. Mas essas falhas, esses erros, sempre estão às nossas vistas. Cobrando-nos, cobrando-nos...Vão no fundo do mar de esquecimentos de nossa memória: mas sempre retornam à superfície, como que para pegar ar.

Um olho da mãe já está quase no queixo. Mas não está. Porque é só imagem. O menino, não têm motivos para se desesperar. E acho que vale o mesmo para nós todos.

Cem postagens

Para quem não acreditava mais no Androceu depois do atentado terrorista covarde que sofreu no primeiro semestre de 2007, é difícil acreditar que novamente, e agora com menos integrantes na Redação, ultrapassamos a barreira dos 100 posts, exatamente com esse que você está lendo.

Obviamente a história deste novo Blog não se equipara à do antigo, uma vez que boa parte do ímpeto dos leitores e dos próprios integrantes do Blog se esvaiu um pouco, entretanto a luta continua e dessa vez ainda mais complicada.

A reconstrução do Androceu passa por muitos problemas burocráticos e jurídicos. Pensando neste fato, a FOIA inaugurou neste ano as Olimpíadas Androcêuticas da Era Moderna, uma competição para capitalizar fundos para os novos vôos do Androceu. Por enquanto só existem confusões e desordem.

Foi um tiro no pé? Creio que não. Pelo menos o Androceu se agitou mais um pouco, algo que não acontecia havia muito tempo. Porém nessa nova fase do Blog, tem muito vídeo do youtube e reprodução externa do que produção criativa. Seria o momento de mudar agora?
Absolutamente não. O Blog é livre e cada um faz o que quiser. Menos excluir os textos de novo, beleza?

18 de nov de 2007

Parciais das OAEM – II Semana




  • Max – 25

  • Mário – 21

  • Alan – 19

  • Bruno – 11

  • João – 7

  • Carlitos - 6

  • Gustavo – 2

TUDO?!?!

por Frank Jorge

Como diria o Guilherme Arantes
"daria tudo por meu mundo e nada mais"

O herói da guitarra viu sua mãe com sede na fila do Banrisul mas ele não podia ajudá-la porque precisava trocar as cordas que estavam muito velhas. O herói da guitarra viu o seu pai com fome usando um figurino Compro ouro/ Vendo ouro na Rua da Praia mas ele não podia parar porque estava atrasado pro ensaio com outros marmanjos.
O herói da guitarra nunca visitava os amigos porque sempre tinha um workshop de um chupa cabra paulista ou asiático pra assistir.
O cagalhão do tempo de colégio tinha se tornado um cagalhão pós graduado. O cagalhão do tempo de colégio quase agarra a minha mulher enquanto eu vou ao banheiro mijar a cerveja quente do Opinião. O cagalhão do tempo de colégio me perguntou se estava dando pra ganhar algum dinheiro com o que eu estava fazendo da minha vida e eu disse que quem dá pra ganhar algum dinheiro é prostituta.
A pentelha insistia em dizer que aquilo era o que estava acontecendo e eu disse que não era bem isso.
A pentelha insistia em convencer-me que eu não tinha razão e eu disse então tá. Vai embora.
A pentelha insistia no mesmo assunto e eu fiquei rindo o tempo todo sem dizer uma palavra.
O pentelho encontrou-se com a pentelha e ficaram comentando como eu era grosso. Segui rindo sem dizer uma palavra averiguando minha região pélvica.
O pentelho comentou com volume de voz suficiente para eu escutar que fazia uma idéia completamente diferente da minha pessoa. Eu pensei, ainda bem... O pentelho resolveu falar perto de mim, com bafo de cerveja, berrando e discutindo se a gente foi ou não foi colega de colégio. Concordei depois de alguns perdigotos no meu olho...QUE SIM!!!SIM!!!
O entendido de música perguntou quanto tempo eu levei pra tocar uma música inteira e eu disse depende do tamanho da música, Stairway to Heaven do Led leva uns 10,35º, Menina linda do Renato e seus Blue Caps não chega aos 3,0º.
O entendido de música perguntou porque as trilhas de cinema nacional são tão ruíns e eu disse que o Marilyn Manson poderia ser um excelente zagueiro pro São Cristovão.
O entendido de música perguntou onde estão Cazuza e Renato Russo e eu disse que não via os dois há um bom tempo, realmente andavam bem sumidos.

questões do Medina.

Em outro blog fantástico (vixi, pareço a Glória Maria falando... ¬¬), o Instante Posterior, o hermano Bruno Medina pensa, pensa e pensa, mas não acha respostas para as seguintes perguntas:

1. É impressão minha ou o Red Hot Chili Peppers faz a mesma música e só troca o nome há uns dez anos?

2. Por que, nas novelas, os personagens principais sempre fazem os caminhos mais complicados até seus verdadeiros amores?

3. Aliás, por que as pessoas assistem a novelas (incluindo eu) se já sabem quase tudo que vai acontecer?

4. Por que o Romário só coloca os óculos quando vai dar entrevista?

5. Por que todo mundo faz as compras de Natal no final de dezembro e reclama que o shopping fica lotado?

6. Por que, quando alguém nos faz um favor, retribuímos dizendo “obrigado”? O agradecimento não deveria ser espontâneo?

7. Por que soprávamos os cartuchos de Atari para que eles voltassem a funcionar?

8. Se toda regra tem uma exceção, qual é a exceção para essa regra?

9. Será que Roberto Carlos não tem um amigo verdadeiro para lhe indicar um cabeleireiro?

10. Por que as pessoas correm na chuva se dessa forma elas acabam se molhando mais?

11. Qual é o sinônimo da palavra sinônimo?

12. Por que quando encontramos alguém perguntamos “tudo bem?” se já sabemos que a resposta é sempre a mesma?

13. Por que todo mundo que é frio é também calculista?

14. Se o Pluto e o Pateta são cachorros, por que só um deles anda de pé e fala?

15. Por que algumas pessoas se abaixam dentro do carro quando passam pela porta da garagem?

16. Por que o Ronaldinho Gaúcho não faz um tratamento dentário?

17. Por que as pessoas gritam no telefone quando estão ligando para longe?

18. Por que se acorda os outros para perguntar se estavam dormindo?

19. Se a laranja se chama laranja, por que o limão não se chama verde?

20. Por que os aviões não são construídos com material semelhante ao das caixas-pretas?

21. Por que as pessoas usam bermuda e blusa de manga comprida ao mesmo tempo?

22. Por que abaixamos o volume do rádio no carro quando procuramos um endereço pelo número?

23. Por que as pessoas têm nojo das mariposas mas adoram tocar em borboletas?

24. Se Deus está em todos os lugares, por que olhamos para o céu quando queremos falar com ele?

25. Se o gato sempre cai de pé e o pão com o lado da manteiga para baixo, o que acontece se amarrarmos uma torrada nas costas de um gato?



*ps.: não concordo nem um pouco com a primeira questão! Mas deixemos para falar sobre o RHCP numa outra ocasião..

ps2: A segunda parte do meu texto sobre o TIM FESTIVAL não será mais postada aqui, por motivos de que simplesmente não tenho mais motivos para continuá-lo... ;)

17 de nov de 2007

O sentido da vida, por Anônimo Incógnito.

Coloco aqui um vídeo genial feito pelo Anônimo Incógnito, dono de um dos melhores blogs de toda a Internet, na minha opinião. Quem ainda não leu ou assistiu a nada desse blog, veja aí a sua direita, nas leituras recomendadas, o link, ok?


15 de nov de 2007

Musa(s) da Semana - "Olha que coisa mais linda..."

Já que a PUC-SP caminha para o caos total, porque não abrir os olhos e ver as belezas que as outras PUCs oferecem?



Da esquerda para a direita, Karine Botelho, Solange Mussi, e Gabriela Machado, as três grandes finalistas do MISS PUC 2007.


E a grande vencedora foi...




Gabriela Machado, estudante de jornalismo, está no sétimo semestre.

É a Musa da Semana por aclamação.

E um "PS". A uns meses atrás as faculdades paulistanas fizeram o torneio de mulher mais feia, e uma puquiana ficou em segundo lugar; Para quem não lembra a figura era akela Helena que fazia letras e vivia gritando contra o neoliberalismo, a Maura e os ciclistas.

14 de nov de 2007

Lusa é da A, ora pois!



O troca-troca entre séries A e B sempre foi um dos principais temperos dos dois campeonatos. Qual dos times da A deseja arder do inferno da Segundona e qual time da B não deseja os benefícios de jogar na série A, que inclui cota de televisão, horário descente para jogar e passagem de avião de graça pagas pela CBF?
Da A apenas o América já deu adeus e Juventude, Paraná, Goiás e Corinthians lutam desesperadamente para fugir das últimas três vagas. Já na B, Remo e Ituano já carimbaram seus passaportes para a Terceirona, caminho que deve ser percorrido por Santo André e Santa Cruz.
E para a alegria dos padeiros e taxistas de São Paulo, a Portuguesa de Desportos volta ao lugar que nunca deveria ter saído: A primeira divisão regional e nacional.
A simpática Lusa terá a companhia de Coritiba, Vitória e Ipatinga em seu retorno a elite do futebol depois de se ausentar por 5 anos.

13 de nov de 2007

Acho que já vi isso em algum lugar


Do UOL.

Estrasburgo (França), 13 nov (EFE).- O presidente francês, Nicolas Sarkozy, afirmou hoje que levará "até o fim", e "com determinação", as reformas econômicas no país, apesar da nova onda de greves.

"Levarei as reformas até o fim. Nada me desviará do meu objetivo.

É o melhor serviço que posso prestar à Europa", ressaltou Sarkozy, em um discurso no plenário do Parlamento Europeu.

O êxito das reformas "interessa a toda a Europa", já que elas permitirão à França sanear seus gastos públicos e cumprir seus compromissos com a UE, acrescentou.

Também afirmou que o programa de reformas é o mais ambicioso iniciado na França desde 1958 e que os cidadãos franceses "as aprovaram" ao elegê-lo para o Palácio do Eliseu, já que votaram nele como presidente em uma campanha baseada exatamente nessas medidas.

Em breves declarações posteriores, Sarkozy considerou que as greves "não são um teste" para o modelo social europeu.

"Há reformas que foram aplicadas em toda a Europa. Fui eleito para colocá-las em andamento", disse o presidente francês, que acrescentou que o fará "com determinação e sangue frio".

As paralisações contra a reforma dos regimes especiais de previdência incluem a empresa nacional de ferrovias (SNCF) e a empresa de transporte urbano de Paris (RATP), além da companhia de energia elétrica EDF e a de gás GDF, e mobilizam ainda os estudantes contra a reforma universitária.







*Enquanto isso, na PUC-sp...


NÃO DEIXEMOS O MESMO ACONTECER AQUI!

12 de nov de 2007

Proposta aos atletas da OAEM

Dado em vista que um dia a competição olímpica do Blog Androceu chegará ao final, gostaria como organizador democrático do torneio de oferecer uma proposta aos atletas.

Entendo que o campeão final da competição deve ser medido pelo total de medalhas, sendo que cada medalha terá um peso. Ofereço a possibilidade dos atletas serem ranqueados no final da disputa em dois modos:

Modo 1: como na Olimpíada, onde as medalhas de ouro têm peso maior do que as de prata e de bronze, e as de prata maior que as de bronze, ou seja, por mais que um atleta tenha muitas medalhas de prata e bronze, quem tiver uma sequer de ouro será melhor ranqueado. Por exemplo, neste modo, um atleta que tenha três medalha de prata e uma de bronze, ficaria abaixo de um candidato que tivesse apenas uma de ouro, pelo peso da medalha.

Ou:

Modo 2: cada medalha tem um peso distinto, fundamentado em: medalha de ouro: 9 pts, medalha de prata, 6 pts, medalha de bronze, 3 pts. Nesse modo, os atletas pontuam por medalha conquistada e quem tiver mais pontos ganha. Nesse modo, por exemplo, o mesmo candidato usado no exemplo que tivesse três de prata e uma de bronze, teria 21 pts, contra 9 pts do candidato que tivesse apenas uma de ouro.

Proponho também que o campeão da competição tenha em seu nome virtual (o nome com o qual todos assinamos as matérias pelo blogspot), uma estrela de campeão ao lado, para marcar o nome desse atleta na história do Blog, assim como nas Olimpíadas da Grécia Antiga, onde os atletas campeões ficavam marcados para a história.

Se preferirem, pode-se usar a enquete do Blog para a votação democrática de todos esses temas levantados neste post, mas a imposição do período exato de 30 dias é fundamental. Desde já, agradeço aos atletas.

Olimpíadas Androcêuticas da Era Moderna




Um mês totalmente excelente para as disputas das Olimpíadas Androcêuticas da Era Moderna. Muitos apostavam suas fichas em um atleta que parecia estar com o ouro garantido, entretanto, uma virada histórica veio a ocorrer. Certamente uma vitória guerreira, conquistada nos últimos metros da maratona de Outubro.

Segundo a contagem de pontos dos últimos dias antes da finalização da competição, o israelense Max tinha uma vantagem absolutamente tranqüila, dado em vista a média de posts realizada até então. O que o atleta não esperava era uma reação de todos os outros adversários que praticamente o engoliram. Foi, em uma alusão esportiva, o pelotão do Tour de France que ultrapassou nos metros finais o ciclista Max, que havia disparado rumo a uma vitória que não veio por pouco. Conclui o israelense seu apelido grego de Max “O Sofredor”.

Esse mês passado também ficou marcado pelo escândalo de possíveis dopings. Max foi o mais perseguido pela imprensa pelo seu salto de produção fora do normal pelo uso de uma substância até então não proibida, mas polêmica: o youtubemol, uma substância que aumenta o número de posts dos atletas sem maiores esforços do mesmo. O caso foi abafado, mesmo com a polêmica ao redor de João, o medalhista de ouro do mês passado que fugiu dos testes e das competições em alto nível neste mês. Confiram a tabela final:

1. Bruno de Pierro (28 comentários, 9 posts)
2. Max Fischer (27 comentários, 9 posts)
3. Carlos Massarico (23 comentários, 5 posts)
4. Mario Bucci (16 comentários, 6 posts)
5. Alan Mariasch (6 comentários, 2 posts)
5. João Caldeira (6 comentários, 2 posts)
7. Gustavo Silva (DNF)

Venho por meio oficial da Federation Organization of Instituation Association, levantar a possibilidade de uma discussão oficial na enquete do Blog Androceu a respeito do início ou não das investigações no caso Max na Comissão Parlamentar de Inquérito da FOIA. Alguns dos métodos utilizados pelo atleta são considerados ilícitos por alguns dos adversários. A enquete que seria votada pelo público e pelos atletas deve, se for realizada, ter 30 dias de duração. O quadro de medalhas até o momento está:

1. Bruno de Pierro (2 de ouro)
2. Max Fischer (1 de prata, 1 de bronze)
3. João Caldeira (1 de prata)
4. Carlos Massarico (1 de bronze)

Sem maiores delongas, agradeço aos atletas pela participação e esperamos uma competição acirrada para o final de ano. Ficamos tristes pela não participação do atleta Gustavo devido a uma lesão nos dois braços o que o impediu de competir. Sorte na recuperação, caro amigo! Vale lembrar que Dezembro e Janeiro são meses de férias e contam com menos postagens. Surpresas podem surgir. Que a Força esteja conosco!

Bichos do novo curso da PUC-SP encerram ocupação

A PUC-SP deu um passo curioso para sair da atual crise que ronda seus arredores. Fora a criação de alguns cursos, como fisioterapia e Gestão Ambiental, a Pontifícia criou o primeiro curso acadêmico para a polícia militar.
A turma, que irá estudar de madrugada nas instalações da universidade, é formada por 110 pessoas. O vestibular ocorreu em segredo durante a última semana, mas fontes não-oficiais afirmam que mais de 20 mil pessoas disputaram as poucas vagas no novo curso.
Para comemorar a criação do curso a nova turma, que terá Erasmo Dias como chefe do departamento e o Capitão Ubiratan como patrono, em vez de levar um trote dos veteranos deram um trote policial nos alunos que haviam invadido a reitoria da PUC-SP e encontraram em revista as malas dos ocupantes cerca de 2 quilos de maconha, 300 gramas de cocaína e um CD do Engenheiros do Havaí, fora as inúmeras dúzias de latas de cerveja vazias.
Dois estudantes de jornalismo afirmaram serem os donos da maconha e da cocaína, mas ninguém afirmou ser o dono do CD de música. Os dois vagabundos foram levados a uma prisão na City Lapa onde serão interrogados. Após o interrogatório, ambos irão se suicidar com 40 tiros de metralhadora.

Mais informações com a SUA MÃE ou no C.A dos Nóias mais perto de você!

11 de nov de 2007

Só pensar já é positivo.

.
.
.
.
.
.
.
.

que bom, então...

10 de nov de 2007

Corra que a polícia vem aí 3 e cinqüenta e um sobre sessenta e nove avos


Estudantes de uma perigosa organização são retirados da reitoria por uma Galerinha da Pesada


Após viver fortes aventuras, turminha do barulho saiu sem arranjar altas confusões com uns policiais que não estão pra brincadeira


Segundo uns sites de notícia que andei lendo hoje de manhã, o Batalhão de Choque foi até a PUC(que só pode ser a de São Paulo porque no Rio eles estariam fazendo caminhada no Leblon) na madrugada de sexta pra sábado e retirou os ocupantes da reitoria, deixando a reitora livre para trabalhar à vontade e contrariando todas as indicações das casas de apostas inglesas, que davam um rateio de um pra 333 em quem escolhesse a opção “desocupação policial não-violenta”. Curiosamente, ninguém ganhou porque ninguém apostou – acharam que era algum tipo de piada.
Contatado no meio da madrugada para passar informações a respeito da movimentação dos meganhas, nosso correspondente em Perdizes Otávio Silvares disse “caraio, que que tá acontecendo?” e logo depois desligou o telefone. Acreditamos que ele tenha voltado à suas ocupações normais – tipo dormir.
Não se sabe que tipo de sanções legais sofreram os intregantes da ocupação, mas suspeita-se que eles serão levados para um campo de prisioneiros em City Lapa.



tropa de elite osso duro de roer blá blá blá. crédito da foto: Apu(não os dos simpsons) Gomes, da Folha

OAEM – I Parciais de Novembro


Se João foi a grande surpresa da primeira etapa das OAEM, e se a única emoção da segunda etapa foi o incrível rendimento de Bruno “O Filósofo” na reta final que pelos resultados extra-oficiais está lhe garantindo o primeiro ouro da competição, a terceira etapa está sendo marcada pela disputa entre Alan e Mário.
Por ora “O cafetão” vai levando vantagem em relação ao "Senhor Y" por 2 comentários e ambos possuem o mesmo número de textos. Max vai fechando o pódio, mas não parece ter forças para lutar contra os vídeos e fotos de Alan ou as polêmicas que rodam os textos de Mário.

Acompanhe os resultados parciais da primeira semana:

Geral:
Total de textos: 12
Total de comentários: 55
Média geral do blog no mês: 4,58 comentários/texto

Índices individuais:

Max: 2 textos e 11 comentários
média de 5,5comentários/texto
Mário: 3 textos e 21 comentários
média de 7 comentários/texto
Bruno: 2 textos e 7 comentários
média de 3,5 comentários/texto
Gustavo: 1 texto e 2 comentários
média de 2 comentários/texto
Alan: 3 textos e 19 comentários
média de 6,3 comentários/texto
Editorial: 1 texto e 5 comentários
média de 5 comentários/texto

Não entraram nas OAEM até esse momento: João e Carlitos

8 de nov de 2007

MISTÉRIO NA PUC

Um estudante não-identificado foi visto dentro da reitoria da PUC. Alguém teria algum palpite de quem é essa pessoa?


7 de nov de 2007

Entre capoeiras e cambalhotas

Clássico gaúcho Grêmio X Internacional, final de campeonato, casa cheia. Pouco importa quem venceu esse jogo, mas o campeão de estupidez foi o gremista André, que errou na hora de fazer o difícil salto mortal após marcar o gol.


Eixo RJ-SP

Quarta feira...sol...semana já encerrada e a reitoria da PUC-SP permanece ocupada. Segue abaixo, o trecho de uma reportagem extraído do G1 e seu respectivo link.

PUC-SP vai entrar na Justiça se houver danos aos bens
Assessoria jurídica entregou notificação extrajudicial avisando os alunos.Responsáveis por prejuízos podem ser expulsos da faculdade.

http://g1.globo.com/Noticias/Vestibular/0,,MUL173023-5604,00-PUCSP+VAI+ENTRAR+NA+JUSTICA+SE+HOUVER+DANOS+AOS+BENS.html

Enquanto isso, lá no "poishto seish"...

PUC-Rio faz concurso para eleger aluna mais estilosa
O concurso EstiloPUC seleciona 20 alunas para desfile no dia 12 de novembro. A vencedora ganhará contrato e book com uma agência de modelos.

http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL171761-5606,00-PUCRIO+FAZ+CONCURSO+PARA+ELEGER+ALUNA+MAIS+ESTILOSA.html

Ééé, como diria o Phil, coisa de sorte, não dá pra ganhar sempre. Hahaha, povo doente!!!

Um montão de Arbex!

Saiba como os Arbex chegaram no Brasil...



Editorial – Liberdade de expressão e máscaras

A liberdade de expressão, sobretudo nas questões públicas é o suporte vital de qualquer democracia. Assim, geralmente as democracias têm muitas vozes exprimindo idéias e opiniões diferentes e até contrárias, mas o resultado disso sempre é positivo e ajuda na emancipação do povo.
O BLOG ANDROCEU sempre defendeu a liberdade de expressão, tanto de seus colunistas como de seus leitores, e não foram poucas as vezes que ambos, colunistas e leitores, entraram em conflito devido a essa liberdade sem demarcação.
E eis que surge um novo “comentário bomba”. O problema é que o comentário, dessa vez, feriu a honra de um dos nossos estimados colaboradores e pior: ficou anônimo.
Seria como se você levasse um soco nas costas, olhasse para trás e não encontra ninguém.
Mas não comemore a vitória ainda Sr.Anônimo. Podemos demorar um dia, uma semana, um mês ou um ano, mas no final a verdade sempre aparece. E vai ser muito engraçado ver a sua cara quando a sua máscara cair.
A Constituição do Brasil é clara: “é livre a manifestação de pensamento, sendo vedado o anonimato.”
Porém, a internet não tem limites territoriais. Ela não é brasileira. Ela não é de ninguém. Como ficamos, então?

5 de nov de 2007

BND 16h29 - Velório x Piloto

De tarde na Band. De algumas semanas pra cá, duas para ser mais preciso, observei que a atividade do estágio estava mudando algumas coisas em mim. Naturalmente, lidando com notícias de morte, tragédia e acidente, eu fiquei um tanto frio. Não que eu tenha me transformado em um monstro, um psicopata desprovido de toda e qualquer humanidade. Mas não nego que tenha passado a ver a morte com um certo cinismo.
O Mateus (Mateus é o escuta da TV) ligou lá de baixo e avisou que o piloto do Learjet que caiu nesse domingo estava sendo velado hoje e vai ser cremado amanhã em São José dos Campos. Então eu perguntei:
- Mas sobrou alguma coisa pra cremar?
O Mateus deu uma engasgada e me disse pra não brincar com esse tipo de coisa. E eu disse que tudo bem, eu ficava na minha, e repeti o recado:
- Bom, vamos conferir, o que sobrou do piloto está sendo velado agora e amanhã vão cremar ele de novo.
Ele falou que meu humor era nojento e disse que qualquer coisa ligava mais tarde e a gente desligou.
De acordo com P. F. Pereira de Souza (grandemente respeitado e mui estimado analista), eu reajo de forma apática, hostil ou cínica a qualquer fato que possa interagir com as emoções por mim identificadas como “fracas” ou, para utilizar minhas palavras, “boiolas”. Minha tendência é atacar aquilo com o que eu possa vir a me identificar de forma negativa. Baseado na teoria lacaniana vista anteriormente em aula, eu construo meu discurso, e por extensão, meu comportamento, para o outro (e para a outra).
Aí eu passei o resto do dia horrorizado comigo e me achando uma besta-fera prontinha pra ser enjaulada e exposta no circo de aberrações. Contei pro meu pai por puro desencargo e ele disse que sim, era vergonhoso, mas eu já tinha falado, fazer o que. Não tinha muita coisa que desse pra fazer pra consertar.



Esta história é real, aconteceu comigo hoje de tarde. O nome, assim como as teorias de P. F. Pereira de Souza, são reais. Então não venham encher o saco me perguntando mais detalhes disso.

Chabal, L´Animal

É com muito orgulho que apresento aos leitores do blog a figura deste homem. Sébastien Chabal tem 29 anos e nasceu na França. Ele é o Ronaldinho Gaúcho do rúgbi moderno: tem 1,92 de altura e pesa 117kg. Suas medidas aparentemente obesas fazem dele um mito num esporte em que a força física é decisiva.
E era apostando nesse craque, apelidado carinhosamente de "o animal" (L´animal) que a seleção francesa sonhava em vencer a Copa do mundo 2007 de rúgbi, realizada no país.
Para o desespero francês, o time foi eliminado na semifinal pela Argentina. Chabal ficou gravemente ferido na batalha daquela partida. No primeiro vídeo abaixo, vemos o momento em que o jogador argentino praticamente quebra a coluna de Chabal em duas partes. No vídeo seguinte, vemos sua felicidade com a derrota numa entrevista coletiva.





Androtrash - Spider Man 4

4 de nov de 2007

2007 - Uma Epopéia Muito Louca (?)



-Ah, é... E aquela viagem lá, ein?

Assunto sem graça, criado em cima da hora só pra disfarçar. Foi a estratégia da garota, quem nem era lá essas coisas, para entrar no começo de uma fila cujo final desestimulava qualquer procura. Mas não tava nem aí. O Timão já tinha ganhado o seu jogo, as estrelas estavam lá no céu como se fossem um veto divino à chuva, e o Hot Chip já estava no palco. “Bem vinda ao TIM Festival”. Devia ter falado isso, com um enorme sorriso sarcástico, só pra cutucar e me sentir ainda mais feliz.

Foram uns 20, 30 minutos na espera pra entrar na tal Arena Skol. A experiência era nova – não a de ir ao Estacionamento do Anhembi pra ver um show e muito menos o de esperar em fila, mas sim a de encarar as pessoas que estavam lá. Por maior que seja meu ecletismo musical, eventos desse naipe para mim quase sempre foram locais de um monte de gente cabeluda, vestida de preto e com cara de mal – ou de nerd frustrado -, geralmente feia pra diabo - o que nem chega a se configurar como ofensa, já que o coisa-ruim é ídolo de uma parcela não desprezível. Pois é, shows de rock são isso ai.

Mas ali, ah... O Fred e o Brição passaram o tempo montando seleções e seleções das melhores do mundo. Garotas insanamente belas, cheirosas, todas merecedoras da camisa 10 passavam a todo o momento buscando o fim da fila, mas fominhas à beça, nenhuma dava bola. Não que eu me preocupasse. Rapaz de família e comprometido que sou, fiquei pasmando e curtindo meu tédio – sim, o show do Hot Chip tava rolando e eu tava ouvindo tudo do lado de fora, mas isso não dizia nada. Acho que, na verdade, só o Iggor Cavalera (esse mesmo que você está pensando) fazia questão de assistir às duas bandas (O Spank Rock tinha finalizado seu show há pouco tempo). Azar o dele.

Tá, sem radicalismos. Não vou criticar as preferências do ex-baterista e atual DJ do tal Mix Hell, e também condenar o show do Hot Chip, que não foi de todo o mal. Lá dentro os graves dançantes do grupo britânico estavam funcionando bem até, melhor do que eu esperava. Mas o que realmente valeu foi ver um monte de gente sem o menor pudor (e capacidade) arriscar umas dancinhas aqui e ali. Os movimentos iam desde simples passinhos desinibidos com as mãozinhas para cima até simulações de uma lacraia (não a/o dançarino/a) pós-inseticida. Curioso.

Curioso também foi o fato do Hot Chip ter parado sua apresentação no meio. Ninguém entendeu lhufas na hora – e agora também. Uma ‘pane no sistema de som do palco’ foi o primeiro fato ‘apurado’ (aspas exponenciais, por favor) para justificar os 20 minutos de silêncio, que depois acabou virando, sem muita convicção, ‘uma pausa para separar as duas partes do espetáculo’. Prefiro acreditar na primeira versão, só pra não desejar que um novo recorde de surra-de-pau-mole seja estabelecido e os ingleses comecem a se vangloriar disso.

Gustavo Silva esta oficialmente, a partir de agora, cadastrado nas Olimpíadas Androcêuticas. Por conta disso, ira dividir sua saga no TIM Festival em vários pedaços, buscando a tão desejada medalha de ouro no final do mês.


Finalmente: meu curta!

Fiz esse filme com dois amigos: o Otto e o Dudu. Eu não apareço, mas ajudei na direção e na edição. Já é um clássico. Chama-se Traçou minha cachorra. É o seguinte: dois caras, Velmes e Donato, vão tirar satisfação com um fulano ai que, segundo eles, comeu a cachorra de estimação dos dois amigos... Só. O que??? Queria mais? Pô, é um curta, né!? Mas tem uma puta reflexão nisso ai, sobre nossa sociedade pós-moderna, simulacros, etc...melhor que isso, só Michel Gondry!




1 de nov de 2007

Os Verdadeiros Piratas do Caribe

Da esquerda para a direita, Bruno da Perna de Pau, Mario Pega no Meu Pau, Max da Cara de Pau e Alan Cadê o Meu Pau.

Juliana Paes e o Zé Ruela

Que o Rio de Janeiro é o local escolhido por várias belezas naturais como residência não é mistério para ninguém. Ou melhor, é um mistério tão grande que ninguém consegue entender o porquê diabos a Perfeição gastou tanto tempo pelos lados da Tijuca e esqueceu do resto do mundo.
E como o belo atraí o belo, nada mais justo que uma das mulheres mais belas escolher uma das mais belas praias para o seu banho de sol das três da tarde.



Juliana Paes, madrinha da Viradouro desse ano, tomava seu solzinho e bebia uma cerveja com algumas amigas na areia da Tijuca e resolveu tomar um banho de mar e mostrar suas curvas esculturais para os sortudos que passavam pelo calçadão.


O que a mulher mais desejada do Brasil não sabia e que aquele banho teria conseqüências nunca dantes imaginadas. Após sair de uma onda, Juliana teve seu lazer interrompido por um fã.

Com cara de poucos amigos perguntou o que ele queria. O fluminense passou a mão em seu rosto e pediu um beijo da musa, que não gostou nadinha da brincadeira. O fã continua a insistir, mas Juliana deu um drible no inconveniente e disparou em direção a sua barraca, onde sua segurança armada com fuzis AR-48 já se preparava para atirar no execrado.



Em entrevista a filial carioca do BLOG ANDROCEU, a atriz foi muito cordial com nosso repórter e declarou, entre risos, que o tiete falava coisas desconectas como “xoxota” e “viva o Caribe” e "SPM".

Juliana ainda declarou que continuará a morar no Rio de Janeiro, mesmo com a atual peste de filhos de sociólogos frustrados que invadiram a Cidade Maravilhosa, mas cogita uma mudança para outra cidade magnífica: a City Lapa

31 de out de 2007

O dia que o sol brilhou nas Ilhas Faroe

Para quem não sabe, as Ilhas Faroe são um arquipélago no norte da Europa. É tão distante e fria que sua localização é ao norte da Islândia....
O clima lá é bizarro: no inverno, temperaturas negativas; no verão, a máxima não chega aos 10ºC. O céu é sempre nublado e os ventos congelantes do ártico são rotina.
Sua população não chega a 48mil. A maioria mora na capital Tórshavn.
As Ilhas Faroe não são consideradas um país independente: ainda são oficialmente parte da Dinamarca, apesar de terem ganhado bastante autonomia nos últimos anos.
E o que esperar da seleção de futebol local? Em sua primeira participação em torneios oficiais, o time amador das Ilhas Faroe conseguiu bater a Áustria por 1-0. Acompanhe nesse vídeo o histórico gol do craque Torkil Nielsen, em jogo válido pela Eurocopa de 1992. A felicidade do narrador é absurda...

30 de out de 2007

Androceu no Tim Festival ( I )


Cheguei ao Tim Festival, do dia 28 de outubro, domingo, devia ser umas cinco da tarde. Não peguei fila...Cheguei, e já estavam entrando. Na hora da revista básica, comprovei, mais uma vez, como a minha idéia de colocar um monte de lixo e tralha na mochila pode ser boa: nenhum policial tem saco de ficar me vendo retirar da minha sacola um montante surpreendente de sucata. Aí sempre consigo entrar com a água, as duas barras de cereais e meu punhal...Tá, uma barra de cereal.
Para o próximo evento, prometo que farei algo especial na hora da revista. Ao invés de papeis, garrafas vazias (sim, a idéia funciona, pois no meio disso tudo, mesmo eu parecendo um homem do saco, consigo despistar a atenção dos policiais e entrar com o que eu quiser, sem precisar deixar nada para trás) e outras merdas, apresentarei um magnífico show de ilusionismo. Saca só:

“Senhor, pode abrir a mochila pra eu ver?”
“Claro, claro!”
“Hum...Papel, celular, chaves...”
“Só isso? Posso entrar?”
“pode, pode...”
“calma, calma, bitchô...Veja isso antes que eu entre...”
“Oh! Um coelho!”
“E não é só isso...veja, nada nesta mão, nada nesta outra...e Cazam!”
“Oh! Quantas pombas que saem de sua mochila! Uau!”

É, aí entrei. Pronto...estava no Tim Festival. Esses festivais grandes são legais até, porque atraem gente bem estranha. Fui com uns amigos meus; um deles é estudante de engenharia e a cada minuto virava pra mim e começava a apontar os freaks que desfilavam entre o público.

“Nossa, como pode! Cada figura! Olha, olha, aquele cara tá tão chapado que tá falando com a própria mão! E aquele outro, de cabelo rosa e...e...ah! É um vestido o que ele tá usando???”
E eu:
“I, cara, você esqueceu que eu faço jornalismo?...e na PUC! Você não viu nada ... tsc, tsc, tsc..."

É, ao contrário do meu amigo, não via nada além de um bando de gente que, tentando ser um mais diferente que o outro, formavam uma multidão de usuários de calças jeas justas, tênis converse (ou nike SB) e camisas listradas ou de bandinhas underground do norte da Escandinávia. Sem falar dos alargadores! Putz...Chegou uma hora em que eu simplesmente tirei o meu e guardei. E, para minha surpresa, acho que eu era o cara mais estranho do evento, sem meu alargador...

As bandas gringas que vem tocar aqui sempre têm uma vantagem, que permite a elas conseguirem uns gritinhos e uns aplausos, mesmo quando o som é uma bosta: é só o vocalista gritar: “Sáo Páoloooo...Braziiil!!!”. Só o Spank Rock contablizou 5646487894 “Sáo Paolos” durante sua apresentação. A gente, que tem banda que tá começando, como é que faz? Eu vou chegar no meu show e, vendo que o público não está cantando junto e nem gritando, gritar: “vamu lá, São Paulooo!” Ou vão achar que sou “sãopaulino”, e um monte de corintiano vai vir pra cima de mim, ou então serei vaiado.

Ah, quer saber? Depois continuo o texto. Considere esse como sendo a primeira parte, ok?
bruno (ouvindo Style Council)

A Fantástica Fábrica de Fazer Qualquer Merda pra Comer às Quatro e Meia da Tarde do Androceu

De volta. Ou não.

Receita: Macarrão com Brócolis.

Ingredientes:
Moedas, chaves e chinelos(que podem ser substituídos por tênis ou sapatos de salto-agulha)


Modo de Preparo:
Conte as moedas de seu recepiente armazenador de trocos(vulgo “porquinho”) e junte uma porção delas no seu bolso;
Coloque seus chinelos ou tênis(ou então sapatos de salto-agulha, no caso de você ser um traveco);
Pegue as chaves, abra a porta de sua casa e vá até o supermercado mais próximo. Lá, procure nas gôndolas um pacote de “Pratos Bem Estar Maggi – Pasta com Brócolis”, se dirija até um caixa, pague, e volte para casa;
Siga as instruções do pacote e voilá! Uma refeição “gostosa”, “nutritiva” e de baixo teor de gordura, prontinha pra você!


Rendimento:
Varia muito, indo de uma escala de 11 e meio Mários Bucci até 0,24 Max Fischers. Mas, pode ficar tranqüilo: pra um pé-rapado que nem você a porção vai dar e sobrar. E o melhor: você nem precisa se preocupar em dividir com a tua mãe, já que a clientela anda mais movimentada que nunca e ela pode comprar coisa bem melhor pra comer do que esse bagulho aí!


p.s.: se você quer uma coluna culinária regular, bem escrita e com receitas de verdade, vá pedir pra tua mãe.