29 de nov de 2008

Motoqueiro 100% Punk

Crédito : Max Fischer

26 de nov de 2008

ACESSE LHMENDES.BLOGSPOT.COM

O blog do Luiz Henrique Mendes - À beira do politicamente (in)correto inaugura seus serviços, pitacos, etc e tal. 
Agora é para valer. Depois de gestar três ou quatro blogs, este será definitivo. Será um espaço para discussões políticas, esportivas (só para  hexacampões brasileiros, trimundiais), poéticas e o que mais for conveniente. 
Espero que você, internauta, goste.

24 de nov de 2008

O furto

Suponha que eu seja você, leitor. E que você seja o Max. Agora, desconsidere, então, o Max neste texto, ou seja, desconsidere a si mesmo, leitor. E, assim, preocupe-se apenas comigo, isto é, no caso você, leitor.

Eu estava voltando de algum lugar. Acho que era do metrô... Estação Ana Rosa.
Parei em frente a um café. Na entrada, um velhinho (não idoso, porque idosos àquela hora, umas duas da tarde, não costumam freqüentar cafés) espiava uma bandeja com pedaços de bolo de cenoura. Antes de voltar meus olhos para a rua, com o intuito de não perder o transporte, certifiquei-me de que não se tratava de um idoso mesmo; afinal, um idoso não estaria, de fato, às duas da tarde de uma segunda-feira – detalhe: uma tarde brutalmente chuvosa – em um café, observando pedaços de bolo de cenoura. Seu lugar seria muito distante dali. Uma praça, talvez.

Daí que o velhinho, que jamais foi uma raposa, adquiriu qualidades de uma. Abriu a tampa da bandeja, olhou para os lados, pegou um dos pedaços do doce, fechou cuidadosamente o recipiente e, com uma sutileza que só a terceira idade pode proporcionar, saiu do recinto. Quando estava para virar a esquina, mordiscou o bolo, que se desfez em farelos úmidos.

Toda a perspicácia e audácia só não foram suficientemente favoráveis, pois faltou ao furtador de muitas viagens os dentes que ora repousam num copo d’água.

21 de nov de 2008

O MATUTINO B - ÚLTIMA PÁGINA/16


Comentem. Se gostarem, comentem. Se não, comentem também. Desde já, foi um saco editá-las. Mas espero que seja o suficiente. Há alguns erros, estou certo disso, mas nada que faça alguém perder o sono. 

Abraços,
E Editor Desafortunado

O MATUTINO B - PÁGINAS 11 A 15





O MATUTINO B - PÁGINAS 6 A 10





O MATUTINO B - PÁGINAS 1 A 5







20 de nov de 2008

E agora, Teixeira?

O cenário era o ideal. Depois de três empates em casa sem gols contra seleções do naipe de Bolívia e Colômbia – capazes apenas de fazer frente ao time de futebol da PUC-SP –, o jogo contra o selecionado português deveria dar fim ao reinado de Dunga frente a algo que já foi paixão nacional e hoje não consegue juntar mais de 20 mil pessoas.
A farsa já estava combinada. Com a derrota, Dunga seria enxotado da CBF e Muricy Ramalho assumiria na festa de premiação dos melhores do Brasileiro. A derrota era tão prevista pelos cartolas da CBF, que Muricy nem havia sido indicado ao prêmio de melhor técnico do Brasileiro, mesmo tendo a chance de se tornar o primeiro técnico tricampeão do torneio.
O plano era tão perfeito, mas tão perfeito que se esqueceu apenas de um detalhe básico: combinar com os adversários que eles ganhariam.
E veio o jogo. E veio o gol português. E lá ia Dunga de volta a Floresta encantada. E ia, mas não foi, já que Portugal parecia ter retornado a um estágio P.F (pré-Felipão) e apenas assistiu a reação brasileira que aplicou uma sonora goleada de 6 a 2 nos lusos.
A pergunta agora é: E agora Teixeira? Vai bancar a expulsão de Dunga, mesmo a seleção ocupando o segundo lugar no quadro das eliminatórias e aplicando a maior goleada aplicada sobre nossos colonizadores em todos os tempos ou irá se resignar e continuar contando os dias para abrir as licitações para a Copa do Brasil?
Enfim, nada irá mudar. Dunga continua a frente da Seleção até o próximo tropeço, onde toda a mídia dita especializada esportiva irá pedir sua cabeça novamente, a vaga para a Copa virá com um pé nas costas e Teixeira irá continuar em seu posto de cacique do futebol tupinanquim.

Crédito da foto: EFE

17 de nov de 2008

feliz aniversário, você ganhou uma intimação

eu gostaria que algum dos colegas androcêuticos - principalmente os que entendem mais de questões jurídicas - me explicassem que merda foi essa que eu recebi no meu email:

INTIMAÇÃO: Artigos 127 e 129, inciso VI e artigo 8º, inciso VII


Procuradoria Regional da Justiça

Coordenação de Defesa dos Interesses Difusos e Coletivos – CODIN
Procedimento investigatório n.º 354/2008

O Ministério Público da Justiça, no desempenho de suas atribuições
institucionais, com fundamento nos artigos 127 e 129, inciso VI da
Constituição Federal e artigo 8º, inciso VII, da Lei Complementar
n.º 75, de 20 de maio de 1993, INTIMA Vossa Senhoria a comparecer
na Procuradoria Regional do Trabalho, no dia 20 de novembro de 2008,
às 10:30 horas, a fim de participar de audiência administrativa,
relativa ao procedimento investigatório em epígrafe, em tramitação
nesta Regional, conforme despacho em anexo abaixo:

http://www.virus.com/virus/otario-e-cagalhao.exe


SAF Sul Quadra 4 Conjunto C - Brasília / DF - CEP 70050-900 - PABX: (61) 3031-5100

14 de nov de 2008

Novos ares na PUC?

Acabei de ler que Dom Odilo Pedro Scherer, também conhecido como dono da PUC, confirmou hoje a tarde que o Prof. Dr. Dirceu de Mello será o próximo reitor da PUC-SP, substituindo Darth Maura Véras.

Fazendo uma pesquisa no Oráculo de todo jornalista (vulgo Google) descobri que ele é graduado pela USP e é Doutor e Livre-Docente pela PUC, sendo contratado em 2002 para lecionar tanto no curso de graduação como na pós.

A pergunta é: O que deverá mudar na PUC com nova direção, ou melhor, mudará alguma coisa nos arredores da PUC ou apenas vimos mais uma "festa da democracia puquiana" que contou com partipação histórica este ano?

Abuso de poder

Imagens exclusivas da violência policial contra os mais pobres.


9 de nov de 2008

É treta, mano

Sabadão à tarde e um "clássico" pra ninguém botar defeito no Canindé. São Paulo e Portuguesa fizeram um belo de um jogo com cinco gols, emoção de sobra e o escambau.

Bem, hoje em dia está em moda certos clubes paulistanos fazerem questão de jogar clássico em seu próprio estádio, por mais que a sanidade diga que isso é besteira. Num estádio como o Canindé, cheio(o que não é grandes coisa, 19 mil e uns quebrados), é claro que ia dar merda, e rolou um atrito entre as torcidas.

Logo depois do segundo gol, a turma do morumbi resolveu encher o saco dos lusos. Como diria um velho ditado, "português e calabrês foi tudo o diabo que fez", a gangue do volinho de vacalhau não deixou pra menos e começou a cuspir cascas de tremoço nos tricoletes. Putos com a enxurrada do típico petisco lusitano, os sanpaulinos revidaram. Adilson Barros, do globoesporte.com, conta como foi a briga:

" Houve torcedores rubro-verdes que tentaram pular a grade que separa as duas torcidas e tiveram de ser contidos por policiais. Enquanto isso, outros passaram a arremessar(...)[cascas de tremoços] na direção dos são-paulinos, que responderam (...) atirando copinhos."

copinhos???

Sai pra lá, bofe, se não eu te molho TO-DO!

7 de nov de 2008

ai, brima

retirado do globoesporte.com

Neta de Alberto Dualib confirma negociação com a revista Playboy

Aos 38 anos, ex-diretora de Marketing do Corinthians deve posar nua

Carla Dualib, neta do ex-presidente do Corinthians, Alberto Dualib, confirmou que está negociando para posar nua na revista Playboy. Conforme publicou o jornal 'Folha de São Paulo', a ex-diretora de Marketing do Timão disse que teve um encontro na última quinta-feira com Edson Aran, diretor de redação da revista, e que deve receber uma proposta nos próximas semanas.

- Eu almocei com o Edson Aran. Fui para conhecer, para bater um papo, a gente conversou sobre várias coisas. Ele me disse que muita gente havia me indicado. Me perguntou se poderia fazer a proposta e eu disse que sim, que ele podia fazer. É o início de um namoro. Não gosto de fechar porta nenhuma - revela.

Aos 38 anos, Carla diz que se preocupa mais com com a receptividade de seus três filhos do que com o ensaio sensual.

- Penso sempre nos meus filhos primeiro, mas não tenho nenhum tipo de preconceito. A revista tem uma beleza um pouco insinuante - afirma.



6 de nov de 2008

(n)O meio (t)É(m) a Mensagem



-Pô, mas eu não consigo ler porra nenhuma!
-É só clicar no ícone que ele fica grande, ignorante.
Gustavo Silva é seguidor dos ensinamentos de Gil e é contra o estrupo (sic) de layouts, mas se for de levinho e por uma boa causa, ai vale vale tudo. Só aquilo que não.


Beavis and Butt-head forever




Keynes privatizado

A que se presta o Sr. Gustavo Franco, cuja biografia é contemplada pelo cargo de presidente do Banco Central do Brasil em anos tucanos? Keynes deve mesmo ser dos capitalistas, dos "nossos", em seu linguajar. Pois, claro, só com eles o regime de propriedade privada é tão ovacionado. Em relação ao Sr. Gustavo Franco, o “nosso” diz respeito a que? Diz respeito aos poucos privilegiados pelo sistema? O “nosso” do discurso neoliberal é a mais perfeita fábula da propriedade privada.

Eu não pertenço à patota do Sr. Gustavo Franco, e também não desejo pertencer. Quanto à “economia de mercado” que, segundo o Sr. Gustavo Franco, “tem cerca de mil anos de serviços prestados”. Prestados a quem? Ao “nosso”. À fome.

Keynes é nosso
Por Gustavo Franco

Há muita gente celebrando o fim do capitalismo, ou do neoliberalismo, os termos são usados como sinônimos.
Mas é verdade também que todos os celebrantes estão com muito medo, por causa de ao menos uma de três razões: não têm idéia do que está se passando, não sabem o que vem "depois" e, como as pessoas comuns, têm dúvidas sobre suas poupanças, sua aposentadoria, essas coisas materiais que afetam até mesmo os grandes poetas.
Embora a atmosfera esteja carregada demais para vaticínios, parece razoável supor que o capitalismo não vá acabar. E mais: como disse recentemente Paul Samuelson, a economia de mercado tem cerca de mil anos de serviços prestados, ao passo que os experimentos sob os auspícios de Marx, Lênin, Stálin, Fidel, Chávez são nada menos do que trágicos. Tal como a democracia, o capitalismo tem muitos defeitos, mas bate a concorrência por ampla margem.
Vale lembrar que as crises financeiras existem desde sempre, e que invariavelmente são combatidas por intervenções salvadoras dos governos, que terminam fazendo o sistema mais robusto. John Maynard Keynes, tão lembrado recentemente, foi um dos heróis na vitória sobre uma grande crise e estava muito longe de ser hostil ao que hoje se chama de neoliberalismo.
Muito ao contrário, desprezava os heterodoxos e dizia que a luta de classes sempre o encontraria ao lado da burguesia educada.
Na verdade, para os que acreditam em mercados e no capitalismo, o pragmatismo se chama Keynes. É dele que as pessoas falam quando é preciso inovar e produzir uma "resposta criadora" diante de uma urgência grave e inesperada. Podiam invocar também Schumpeter, a quem pertence esta linguagem, mas dá no mesmo. Ambos eram homens do sistema, e não "rebeldes".
O fato é que, na presença de crises bancárias, sempre há intervenção governamental, e não é preciso ir longe para atestar: aqui mesmo, durante uma época que se dizia haver um "interlúdio neoliberal", entre 1995 e 1998, o Banco Central do Brasil fez cerca de 80 intervenções em bancos, metade no contexto de regimes especiais, o resto no contexto de mudanças de controle acionário com variado grau de incentivo ou empurrão.
Graças a estas intervenções não tivemos crise bancária na ocasião, e chegamos a este momento com o sistema em excelentes condições.
Fica-se com a impressão de que "intervenções do Estado no domínio econômico" têm mais chances de funcionar quando feitas por gente que acredita em mercados e que vê a intervenção como exceção, não como regra. [Quem acredita no mercado? O “nosso”?].

gh.franco@uol.com.br

Questões para nossos filhos.

Desci do ônibus apressado. Eu, ao contrário, não tinha pressa alguma. E, como se me esperasse há séculos, ela me perguntou:

_ Você está bem?

Minha resposta (não sei qual foi o espanto dela):

_Apenas estou. E isso já é muito. Você ainda quer que, além de estar, eu me sinta bem ou mal? É demais.

E ela, olhando para o chão querendo ser flor medíocre:

_ Estar...Estar é um peso e tanto, né?!

5 de nov de 2008

Curiosidades sobre as eleições americanas

A vitória de Obama merecia um post.

Estados onde Obama venceu com maior diferença:
- Distrito de Colúmbia - Obama: 93,9% X McCain: 6,5%
- Havaí - Obama: 71,8% X McCain: 26,6%
- Vermont Obama: 67% X McCain: 31%

Estados onde Obama venceu com menor diferença:
- Carolina do Norte -Obama: 49,8% X McCain: 49,6%
- Flórida - Obama: 50,9% X McCain: 48,4%

Estados onde Obama perdeu por maior diferença:
- Wyoming - Obama: 32,3% X McCain: 65,6%
- Utah - Obama: 34,5% X McCain: 62,5%

1 de nov de 2008

Bruno de Pierro vence debate do blog

Da esquerda para a direita: Carlos Massarico (PX), Bruno de Pierro (PPT) e Thomas Pacheco (PPP) .


Pesquisa do Datafolha indicou que Bruno de Pierro, do PPT (Partido dos Pseudo Trabalhadores), derrotou seus rivais Carlos Massarico, do PX (Partido Xenófobo) e Thomas Pacheco, do PPP (Partido dos Paraquedistas Perdidos), no primeiro e único debate para o cargo simbólico de administrador do blog.
De acordo com o instituto, Bruno teve aprovação de 90% dos ouvintes do Podcast, contra 35% de Thomas e apenas 3% de Carlos.
Combate- Moderado por João Caldeira, o debate foi tenso do início ao fim. Atual administrador, Bruno foi questionado por não atualizar o relógio para o horário de verão. Ele respondeu que essa será sua primeira medida se for eleito e prometeu ainda mais: “Vamos levar o blog para além das fronteiras da PUC”.
Já Thomas resolveu concentrar seus ataques em Carlos: “O senhor escreveu um texto que falava que o blog vai acabar”. O candidato do PX respondeu: “É mentira. Prova disso é que criei as Olimpíadas Androcêuticas, o Plebiscito Androcêutico e o Troféu Ombudsman”.
O jornalista Alan M. fez perguntas aos candidatos. Ele questionou as polêmicas Olimpíadas Androcêuticas, acusadas de favorecerem o neoliberalismo e a privatização do Androceu: “O candidato do PX trouxe o capitalismo para o blog e ainda boicotou a CPI dos comentários. Isso é terrorismo”, disse.
A votação do segundo turno vai durar cerca de um mês e promete grandes emoções.