6 de nov de 2008

Questões para nossos filhos.

Desci do ônibus apressado. Eu, ao contrário, não tinha pressa alguma. E, como se me esperasse há séculos, ela me perguntou:

_ Você está bem?

Minha resposta (não sei qual foi o espanto dela):

_Apenas estou. E isso já é muito. Você ainda quer que, além de estar, eu me sinta bem ou mal? É demais.

E ela, olhando para o chão querendo ser flor medíocre:

_ Estar...Estar é um peso e tanto, né?!

Um comentário:

Sgura disse...

realmente estar, sempre estamos...um modo talvez indiferente de se falar que não está bem nem mal.