7 de out de 2007


Não penso na vida não penso no tempo frio não penso nos preços que sobem não penso na política não penso na justiça não penso nos mendigos não penso nas crianças abandonadas não penso nos rios não penso no paraíso não penso nos programas de tv não penso no que está escrito não penso no que me dizem não penso em Cristo não penso em Hitler não penso na música não penso em amigos não penso o que precisam os miseráveis não penso no fim do mundo não penso que vou morrer um dia não penso em mim não penso nas drogas não penso no aborto não penso no socialismo não penso nos movimentos sociais não penso na cura da aids não penso nos que morrem desnutridos não penso em carros não penso em mecânica não penso no que me faz cair não penso em Deus não penso na salvação de todos não penso no diabo não penso na literatura não penso em Einstein não penso nos vegetarianos não penso no aquecimento global não penso em extra terrestres não penso no som não penso no sucesso não penso na família não penso na união dos povos não penso na mídia não penso em Freud não penso nas prostitutas não penso no sexo não penso na TV não penso no país não penso cristianismo não penso em religião não penso e crise aérea não penso cpmf não penso em desemprego não penso em Iraque não penso em Bush não penso no sol não penso em funk não penso em cinema não penso em yoga não penso em ética não penso saúde não penso em muita coisa não penso no meu pensamento.

Porque não posso. Não consigo.

3 comentários:

mario disse...

Na maioria das vezes, pensar só traz problemas.

Mônica disse...

Muito bom, Bruno!

Tarcio disse...

Qdo nega estes pensamentos, não percebes o qto pensa nisso??? Vc diz que não pq talvez lhe perturbe, mas sua revolta destes "não penso" passa por pensamentos tanto qtos até abstratos.