15 de dez de 2007

Escrever bêbado é arranjar problema à toa

Eis que, lá pelas cinco e tanta da tarde, entre uma cerveja e outra, entre um bolinho de carne e outro, entre um copo de chá verde e outro, recebo um sedoso email. Dizia a respeito de um fulano de tal que era comentado por outro siclano de tal. O destinatário declamava poeticamente sobre uma "verdadeira aula" de uma merda qualquer.
Em suma, caros amigos androcêuticos, era um texto do Sr. Merda falando mal do texto do Sr. Bosta, coisa que eu prefiro manter distância e deixar minha saúde o.k., só cerveja e cigarro já bastam.
Punhetas intelectuais a parte, essa discussão entre o texto do Sr. Merda e o texto do Sr. Bosta não me incomoda. Incomoda o fato de que o Sr. Merda ser mucho más vangloriado que el señor Pau Pequeno, porque o sr. Merda dá aula melhor, que o sr. Merda é mais legal, que o sr. Merda é mais bonito. Cazzo, o señor Pau Pequeno, apesar de suas ridículas proporções, tinha ao menos um pingo de culhão, coisa que o tal senhor merda terá que comer muito arroz com feijão pra ter. E, convenhamos, o señor pau pequeno ao menos sabia se vestir como GENTE.

de qualquer modo, dizem por aí que talvez um cara vá morrer de fome.

cara, não esquenta a cabeça: se der, te mando uns bolinho de carne.

3 comentários:

Bruno de Pierro disse...

um texto que não poderia ser postado em outro lugar, senão aqui, no androceu, pq mostra muito como é o nosso mundo....só nesse pequeno texto, João fala de ficar bêbado, cerveja, chá verde, punheta, merda, pinto pequeno, etc..etc..
fazia tempo que não liamos um desses.
mto bom.

mario disse...

Senta a pica neles, João. Depois lê o meu e-mail.

Max disse...

Eu quero mais uma lata de cerveja gelada e um bolinho de carne faz favor!

E concordo com o Bruno... só no Androceu para se ler coisas do nosso pequeno mundo pequeno puquês.