18 de mar de 2010

God save the queen! Max is comming!





Já posso visualizar. Neste exato momento, Max Fischer, co-fundador deste blog, está assinando as papeladas do check-in, no guichê da companhia aérea, no Aeroporto Internacional de Guarulhos – Governador André Franco Montoro, com aquele sorriso de quem acaba de se lambuzar, perversamente sozinho, com uma panela de brigadeiro gigante. Provavelmente, seus pais, orgulhosos de verem o filho mais velho - educado nos melhores colégios da capital paulista, sob a moral e os bons costumes - tiveram algum estresse, ao fazê-lo, mais de uma vez, voltar atrás e pegar a mala, tranqüilamente esquecida sobre um daqueles carrinhos para transportar bagagens. Posso até ouvir senhor Fischer, “filho, cadê sua mala?”; e o filho, “d’oh!”. Posso visualizar, pois, há pouco mais de quinze minutos, falei com o próprio por telefone.

A felicidade é tão grande de saber que está preste a embarcar para o país onde Pete Best* nunca quis estar, que nem deve ter penteado os cabelos e colocado uma roupa suficientemente “ok” para viajar. A camiseta número 18 do Androceu, ou sua segunda pele, como queiram, está mais do que bom. Sim, o Max diz que será nosso correspondente em Londres. Não duvido.

Os imensuráveis “projetos androcêuticos”, como sempre faz questão de sublinhar nos e-mails que nos manda quase que semanalmente, atravessarão o Atlântico, pousarão no aeroporto em Londres, enfrentarão o frio fora do comum que assola a Europa, arriscarão um inglês sem identidade, dormirão mal em algum albergue, enfim, sobreviverão na mente do ícone-MAXímo da ex-Comfil. Na terra onde nasceu o trump de Chaplin, o nosso vagabundo, ou melhor, o nosso praticante do jornalismo vagabundo dará um jeito de fazer com que, aqui, o staff todo do Androceu continue na mais perfeita desordem, como tem que ser.

E já posso também sonhar com a rainha tomando seu chá, embalada por um Contraponto lido por algum interprete real, que terá acesso à publicação após conhecer nosso repórter judeu em algum pub... “Aeow, do you want a Contraponto?”.

Max já voa. E logo mais chega algum post dele, com inusitadas inserções do termo "Corinthians" em um texto sobre, sei lá, batatas. Aguardemos.

Shalom, amigo.




- Na foto, Max com a mesma descontração que levará durante sua viagem à Europa.
*Não sabe quem é Pete Best? Por isso mesmo ele não devia ter ido a Londres.

5 comentários:

Gustavo disse...

Right now, Max is problably hearing some british lad yellin': "fuck off, Max"!

Alan disse...

"com aquele sorriso de quem acaba de se lambuzar, perversamente sozinho, com uma panela de brigadeiro gigante"
hahahahahahahahahahaha

MAX, ENTRA NO SKYPE!

carlitos disse...

o pete best é maior ruim, bruno, eu sei quem ele é mas não recriminaria alguém por não saber quem ele é. maior zé ninguém, se fodeu grandão.

Max disse...

Cara eu pensei por um segundo que Pete Best seria o Peter Perfeito da Corrida Maluca, mas so depois vi que foi o primeiro batera dos Beatles ( Max tambem e cultura...)

E nao Guss, nenhuma british lady yelled to me anything for now. Ta certa a frase?

paulacabral disse...

What?

Juses, apaga a luz e God save the queen...

Max, lembre-se de "V de Vingança" por mim!

Galera, que loucura!