13 de abr de 2010

In the land of Whiskey


O que eu nao faco para ganhar algumas libras?

Localizado na regiao norte do Reino Unido, com certeza voce ja ouviu falar da Escocia. Se voce gosta da historia do futebol, ja deve ter ouvido falar da rivalidade historica entre os torcedores do Rangers e Celtics na pacata cidade de Glascow; se voce gosta de uisque, foi nessas terras que tudo comecou; e por fim, se voce gosta de historias a Escocia nao e apenas a terra natal da lenda do Monstro Ness, mas de outras lendas tambem, como o flautista de Hamelín.
Aproveitando o feriado da Semana Santa, este reporter sem acentos aproveitou os dias de ferias para conhecer a terra natal do James Bond mais famoso, porem sua desventuras pelas terras altas comecou muito antes quando descubriu que nao tinha imprimido os bilhetes para o onibus que sairia do terminal rodoviario de Londres em tres horas.
Para resumir os fatos, vamos apenas ao que interessa ao leitor deste veiculo de comunicao mundialmente conhecido, ou nao. Apertem os cintos, pois podemos ter turbulencia gramatical nas proximas linhas.



Saindo de Londres sofri overbooking no meu onibus. A solucao foi me enfiar no proximo onibus que saia de Londres para Glascow e convencer o bilheteiro a aceitar o meu bilhete.
O hostel de Glascow, minha primeira parada, nao tinha agua quente pois o cano estourou um pouco antes da minha chegada (sei...). A solucao foi tomar banho frio, mesmo com o relogio batendo 3 graus positivos la fora.
Ainda falando sobre o hostel de Glascow, la conversei com um canadense que vivia na regiao colonizada pela Franca e dois Australianos. Se normalmente o sotaque alheio eh complicado, junte um pouco de cerveja e imagine a confusao...
Uma palavra sobre a cerveja de la: e ruim e faz parecer a cerveja inglesa ser muito boa. Ainda bem que o forte da la sao os destilados, pq se depender das bebidas a Escocia seria o pais mais sobrio do mundo...
Em Glascow comi pizza and chipps. Na verdade nao passa de uma variacao do classico britanico do fish and chipps, mas em vez de um peixe vem uma pizza de mussarela encima. Tem uma foto no meu Flickr para quem ficou curioso de como e o prato.
Ainda nao sei a razao, mas o jardim botanico de Glascow possuia estatuas de mulheres peladas e que nada tinham a ver com a vida verde...


Saindo de Glascow, vamos a Inverness, terra natal do Nessie, o monstro do Lago Ness.

O lago Ness nao e nada demais. Vale a pena ir conhecer para ver a vista, ouvir musica local e ver um castelo do seculo XIII destruido, mas fora isso qualquer laginho um pouco maior do interior paulista e mais interessante.
Invente uma lenda e fique milionario com ela. Nao sei se e uma formula de publicidade, mas ela pode resumir a historia de Inverness e o Monstro do Lago Ness. Pois a cada parada existiam centenas de lojas e museus sobre a criatura mais famosa da regiao. O curioso e que um museu que eu visitei provava por A + B que o monstro nao existe e mesmo assim vendia mini-nessies em sua loja.
Nao quer ver o monstro? Sem problemas. Inverness oferece uma enorme quantidade de lugares que podem ser visitados, como a Igreja dos Protestantes, a Igreja dos Protestantes de cabelo amarelo, a Igreja dos Catolicos com sardas azuis e por ai vai...acho que vi umas 50 igrejas em uma rua (e serio!)

Saindo de Inverness, vamos para Endinburgo (ou Endinbra como o pessoal da cidade me corrigia a cada cinco segundos...).

Pegue o melhor de Londres e some um pouco de frio. Voce tera uma ideia do que e Endinburgo.
Na madrugada em que cheguei algum espertinho (aposto o que voces quiserem que foi um brasileiro e ainda por cima carioca) fez o alarme de incendio disparar entao tive que sair da cama de madrugada para voltar para ela dez minutos depois...
No quarto que eu estava haviam um grupo de indiano. Nao sei se e preconceito meu ou e um fato (Guss e Johnnie, me digam se estou certo ou nao) mas todo indiano fede a curry. Imagine aquele curry que voce tem na cozinha. Agora mutiplique o cheiro por cinquenta. Foi o que eu sentia no meu quarto la.
Visitei o museu da heranca do Whiskey. Alem de aprender como fazer o meu autentico uisque escoces, o fato curioso do lugar e que eles faziam uma visita especial em portugues. So que portugues de Portugal, logo passei boas horas rindo com um fantasma escoces falando com sotaque lusitano me explicando que o uisque e perdido para os anjos “pois eles tambem bebem, ora pois!”.
E em Endinburgo tambem que fica o parlamento escoces. Como nao haviam grupos em portugues ou espanhol acabei entrando num grupo de franceses para conhecer as entranhas da democracia escocesa. O ruim e que por questoes de seguranca nao podia tirar fotos.


De la, voltei para Glascow para pegar o aviao e tive uma das piores noites da minha vida no Aeroporto, pois parece que todo turista resolveu dormir la naquela noite ou seja nao havia espaco para dormir (nem no chao). Eu ate cheguei cogitar em dormir na esteira de malas, mas como tinha um aviso dizendo que invasores poderiam levar um tiro achei melhor passar a noite em claro mesmo.
E para finalizar peguei um onibus com asas de volta ao Londres, mas antes tenho a ultima historia: fazendo o check-in, o guarda la comecou a encrencar comigo por causa da minha gilete e tal e queria ficar com ela de qualquer maneira. Depois de muita conversa e mimica ( vai entender aquele sotaque aonde Sorry britanico vira algo parecido com “So ri” brasileiro, consegui ficar com o corpo da gilete, mas uma brasileira que viajou comigo perdeu todos os seus cremes.
Bem, de tudo fica o meu copo de uisque como memoria e todas as fotos e vamos fechar este texto por aqui mesmo, pois nao tenho tempo para pensar num fechamento (podem ver que isso esta longe de ser algo que presta, mas foi o que consegui ....)

Um comentário:

mario disse...

Max, parabéns pelas ótimas fotos no Flickr!!!