5 de mai de 2009

Mal-entendido*

Psicanálise sempre foi assunto de seu interesse. Anúncio de TV, jornal das oito, telenovela, empregada doméstica e caso Ronaldo; tudo, segundo ele, deve ser analisado sob o âmbito da psicanálise.

Ontem, pesquisava sobre contos de fadas. Por diversão. Queria saber profundamente sobre tudo o que está por trás daquelas estoriazinhas aparentemente bobas. Então foi ao Google para ver se achava algum livro bom sobre o assunto. Encontrou um, escrito por Diana e Mário Corso, que julgou ser muito bom, pelo menos era o que dizia o artigo que citara o livro.

Viu que estava atrasado para sua terapia (ele faz análise há uns oito anos). Anotou muito rapidamente o nome da obra num pedaço de papel e saiu correndo.
Minutos depois de deixar a casa, a mãe entrou em seu quarto, pois estava procurando alguma roupa suja dele. Foi ali que viu escrito no pedaço de papel:

“ não esquecer de fodas no divã”

A mãe pôs-se a imaginar o filho se agarrando com a psicanalista no divã. E sentiu ciúmes.



*baseado em fatos reais.

Nenhum comentário: