14 de nov de 2010

Um dia histórico

13 de Novembro de 2010. Para muitos, apenas um dia comum, um sábado como qualquer outro. Para outros, um sábado futebolístico ordinário, com o Corinthians mais uma vez sendo dono da principal polêmica do dia. Contudo, para um seleto grupo, 13 de Novembro de 2010 terá o sabor natalino fora de época. Um Natal ao som de Axé, acarajé, cerveja e tudo o que só a Bahia tem a oferecer.



Para quem ainda está boiando, o fato: depois de sete longas temporadas, o Esporte Clube Bahia, o maior vencedor do Nordeste, está de volta à Primeira Divisão. E para a alegria pessoal do blogueiro, o Santo André está indo para a C...
O “exílio” do Tricolor da Boa Terra começou em 2003. Com uma equipe longe das tradições do time que parou o Santos de Pelé na Taça Brasil de 59, o Tricolor ficou em último lugar no Brasileirão daquele ano e acabou rebaixado, para o desespero de sua fanática torcida. Na última partida, derrota por 7 a 0 para o Cruzeiro. No ano seguinte, a redenção: com a melhor média de público e uma campanha muito boa, o Tricolor entrou como franco favorito no quadricular final, mas venceu apenas um jogo e não garantiu o acesso. No ano seguinte o Esquadrão de Aço carimbava sua passagem para o inferno da C junto com o arquirrival Vitória.


Foto histórica do BA-VI da Terceirona.

Porém, ao contrário do Fluminense, que após chegar a última barreira do futebol conhecido pelo homem, abriu o berreiro e foi levado de volta à primeira divisão pelas mãos da CBF, o Bahia foi a luta e dois anos depois conseguiu voltar à Série B. A festa que prometia parar Salvador, não ocorreu. Durante a comemoração pelo acesso na Fonte Nova, parte da arquibancada cedeu e parte da torcida despencou na rua.
De volta a B, o Bahia não conseguiu o acesso em sua primeira tentativa, mas marcou aquela edição ao impor a única derrota ao maior vencedor do Sudeste em sua casa. E ontem, sábado, 13 de novembro, ao vencer a Portuguesa por 3 a 0, o Bahia garantiu matematicamente o acesso à Série A,

Um comentário:

Alan disse...

Parabéns, Bahia.
E que os times com mais torcida e tradição fiquem sempre na Série A, tomando o lugar de Grêmio Prudente, São Caetano e outras equipes artificiais.